Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

MPPA ensina a prevenir golpes no WhatsApp

Quase todo mundo já foi ou teve parente e amigo vítima de golpe nas redes sociais. Clonagem de WhatsApp, de perfis no Facebook, Twitter e Instagram viraram rotina. Pedidos de dinheiro e ofertas de vantagens, sorteios e benesses variadas são encaminhadas aos contatos e os incautos acabam se prejudicando. Para ajudar a população a lidar com esses ataques, o Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional (GSI) do Ministério Público do Estado do Pará lançou um informativo de prevenção e orientação quanto aos golpes executados por meio do WhatsApp, elaborado pela Coordenadoria de Tecnologia e Laboratório contra Lavagem de Dinheiro.

É muito importante verificar se a pessoa que manda a mensagem é realmente quem diz ser: são muito frequentes os casos em que os criminosos utilizam fotos de pessoas conhecidas, algum familiar ou amigo. Sempre é preciso verificar também se o número é o mesmo: quando muda, o próprio aplicativo se encarrega de avisar aos demais usuários. Ao perceber que foi vítima de tentativa, ou do golpe em si, faça a denúncia para o e-mail do WhatsApp. Em até 48 horas, a empresa se compromete a enviar uma resposta. Também denuncie no próprio app, a partir das configurações do contato, selecionando “Denunciar contato” e escolhendo entre “Denunciar e bloquear” ou somente “Denunciar”. Se descobrir que um criminoso está usando seu perfil, não interaja com ele. A melhor opção é bloqueá-lo, registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia Virtual e tomar outras providências conforme o caso.

Outras dicas do MPPA: oculte a foto de perfil para quem não é contato: nas configurações do WhatsApp, vá até a aba “Privacidade” e mude para “Meus Contatos” a privacidade da foto de perfil. É possível fazer isso com os indicadores de “Visto por Último” e “Recado”, garantindo que somente pessoas permitidas vão ter acesso a seu perfil. Com isso, é mais difícil o acesso aos materiais usados pelos criminosos nos golpes. Mesmo que o golpe não envolva o roubo direto das contas, é sempre melhor deixar habilitada a autenticação em duas etapas do WhatsApp e nunca informar o código de SMS enviado para confirmar seu login a qualquer pessoa, mesmo que insista ser funcionária da empresa. Clique aqui para acessar o informativo completo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Para os tempos atuais uma iniciativa muito importante do MPPA visando reduzir as possibilidades de sucesso dos criminosos virtuais contra o cidadão de bens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *