Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

MPE em Óbidos impede campanha cidadã

Acreditem.
Meu primo João Guimarães Florenzano resolveu fazer uma campanha pelo voto
consciente em Óbidos, às suas próprias expensas. Por excesso de zelo  – já que é óbvio que ninguém precisa pedir
licença para exercer a cidadania -, oficiou tanto ao MPE quanto ao Judiciário
local, explicando seu propósito. Pois não é que a promotora de justiça de
Óbidos entende que o momento não é propício, porque o material de divulgação –
apresentado com antecedência  pelo autor
-, em que só constam mensagens educativas, tipo as veiculadas pelo TRE-PA, pela
Comissão de Justiça e Paz da CNBB e pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral,
que circulam em todo o País, poderia, vejam só (!) confundir o eleitor?! Ora
bolas, então, na opinião da promotora o TSE, o TRE estão fazendo o que?! Crime
eleitoral? É o fim!
Cliquem
nas imagens e leiam o despacho da promotora. Segurem seus queixos para que não
caiam diante dos argumentos alinhados.
Seria
interessante saber o que a promotora entende por momento adequado, se não é às
vésperas do pleito municipal, quando a população mais precisa entender que não
deve trocar nem vender votos, e que a democracia se fortalece quando se escolhe
com consciência os representantes na Câmara e o prefeito?
É
chocante esse tipo de atitude, ainda mais de representante do MPE, que tem tão
elevada missão no que tange à Justiça e à Cidadania. Com a palavra, o
Procurador Geral de Justiça e o Corregedor do MPE.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *