Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

MP vistoria aterro de Marituba

Os promotores de justiça Evandro Ribeiro e Marcelo Melo, o geólogo Wilson Oliveira, a engenheira civil Maylor Ledo e o engenheiro químico Orlando Sena, que integram o Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar do do Ministério Público do Estado do Pará, foram ontem de manhã vistoriar o aterro sanitário em operação em Marituba. Uma das principais queixas, especialmente dos moradores dos bairros Uriboca e Santa Lúcia, é o odor produzido pelo empreendimento

Lideranças comunitárias relataram ao MPE-PA que há milhares de pessoas com problemas respiratórios por causa do mau cheiro exalado pelos resíduos depositados no local. Os representantes da empresa Revita/Guamá garantem já terem sido adotadas providências para a adequação da operação do aterro, como a cobertura das lagoas que concentram o chorume e o monitoramento das águas superficiais e subterrâneas do entorno. Outras medidas estariam em curso.

Os técnicos do MPE-PA vão elaborar um relatório que subsidiará o inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça de Marituba. As informações também serão utilizadas na esfera criminal. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *