A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

MP Militar ajusta fim de movimento nos quartéis


Coube ao promotor de justiça militar Armando Brasil por um ponto final no movimento das esposas dos policiais militares do Pará. Hoje, ele recebeu as senhoras que estão reivindicando melhorias salariais para os seus maridos, conversou com elas e ficou acertado que encerrariam imediatamente o bloqueio nos quartéis. Em troca, elas pediram que a Promotoria de Justiça Militar garanta que os PMs não serão presos e nem expulsos da corporação. O promotor assumiu o compromisso de apurar com rigor qualquer ameaça de retaliação e perseguição aos esposos. Se houver assédio moral será apurado pelo Ministério Público Militar, através da instauração de procedimento de investigação criminal. As mulheres estavam acompanhadas pelo vereador sargento Silvano e pelo advogado Augusto Barata.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *