0
Fotos: ascom Ministério da Integração Nacional
Acaba, não, mundão! Hoje o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho(PSDB) e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho(PMDB), tidos e havidos como, digamos, antípodas, caminharam juntos na ilha de Mosqueiro, alegres e fagueiros, cumprimentando populares, em vistoria técnica às erosões que atingem o distrito. O senador Jader Barbalho e o secretário municipal de Urbanismo, Adinaldo Oliveira, integraram a comitiva, além da diretora de Minimização de Desastres, de engenheiro, geólogo e chefe da Defesa Civil, Yan Miranda, vereadores de Belém e o deputado Eraldo Pimenta. 
Houve quem pensasse se tratar de miragem, fruto do calor amazônico parauara, mas a cena, impensável há pouco tempo, é resultado de PSDB e PMDB estarem juntos na base aliada do governo Temer. E fará muito bem ao Pará que as instituições funcionem em prol do interesse público e os políticos deixem de lado picuinhas partidárias que só levam ao atraso.

Tudo começou quando, em ofício ao Ministério da Integração Nacional no último dia 31 de janeiro, Zenaldo expôs a gravidade da situação e solicitou parceria para execução de reforço estrutural e recuperação da orla do Mosqueiro, num investimento que totaliza exatos R$24.942.655. O avanço do rio vem destruindo ruas do distrito, ameaçando o deslocamento da população e o sustento das famílias que dependem da chegada de visitantes durante feriados prolongados e datas comemorativas. A erosão é um processo natural, provocado pelo atrito da água com a terra ou rochas, que se torna mais grave quando há maré alta – que chega a 3,5 metros – e tem sido agravada pelas intensas chuvas. Helder foi solícito e agendou a visita conjunta, que percorreu as praias da Baía do Sol, Paraíso, Marahú, Ariramba, Murubira, Porto Arthur, Chapéu Virado, Praia Grande, Praia do Bispo e Areião. 
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, presidente da Academia Paraense de Jornalismo, membro da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Direito dos diabéticos a medicamentos

Anterior

MP Militar ajusta fim de movimento nos quartéis

Próximo

Vocë pode gostar

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *