Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

MP apura pancadaria

O 2º promotor de justiça de Direitos Humanos e Controle Externo da
Atividade Policial de Belém, Aldir Jorge Viana da Silva, já colheu ontem à tarde
depoimentos do advogado Virgílio Alberto Azevedo Moura e do universitário Júlio
Miragaia, vítimas de agressão pela Guarda Municipal de Belém enquanto
participavam da manifestação  contra o
aumento da passagem de ônibus.
Cerca de 10 estudantes também feridos e irão depor no MPE. O promotor
prevê que a investigação dure de 30 a 60 dias e, se os relatos de que os
guardas municipais atacaram os manifestantes usando armas com balas de borracha,
bombas de efeito moral e spray de pimenta forem confirmados, ficará
caracterizado o abuso de autoridade.
O MP também vai ouvir o responsável pela operação e os policiais que
atuaram no conflito. Aldir Viana pediu exame de corpo de delito nos estudantes
machucados e aguarda o laudo do Instituto de Perícias Renato Chaves.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *