O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Mineração e energia: Pará reclama direitos

O governador Simão Jatene foi para Brasília, anteontem, conversar com o ministro da Previdência, Miguel Rossetto, e lá ficou para um encontro com a presidência da Eletronorte, que seria ontem e acabou desmarcado pela estatal, à última hora. Aí, aproveitou para discutir com um grupo de quase 20 prefeitos paraenses estratégias conjuntas a fim de que o Estado receba compensações pelo uso dos recursos naturais, como mineração e energia. Participaram da reunião o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Adnan Demachki, o senador Flexa Ribeiro, o deputado federal Josué Bengtson, a deputada estadual Eliane Lima e equipes técnicas das associações de municípios parauaras. Um dos pontos é o caso da UHE-Belo Monte, que já está em fase de teste para entrar em operação mas até agora não concluiu todas as ações compensatórias previstas do Plano Básico Ambiental. A bancada federal precisa se mobilizar, de modo suprapartidário, em defesa do Pará.

O prefeito Sancler Ferreira, de Tucuruí, historiou o processo de implantação da UHE-Tucuruí. “Só para se ter uma ideia, a população do município era de oito mil habitantes na década de 1970 e já no final da década de 1980 passava de 110 mil habitantes”, comentou, lembrando que até hoje os municípios diretamente atingidos e outros também afetados pela usina ainda pugnam por ações compensatórias.

Já os municípios do Marajó estão preocupados com o linhão que levará energia para o arquipélago.
A Eletronorte, como diz o caboclo, ainda não deu um pio sobre a questão.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *