Em iniciativa inédita, o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro celebra os percursos individuais e coletivos que construíram as políticas de salvaguarda do patrimônio cultural no Brasil, lançando a obra “Em Defesa do Patrimônio Cultural”, organizado por…

Neste sábado, 16, postos de saúde ficarão abertos para a vacinação com foco em menores de 15 anos. Em Belém, 11 unidades vão funcionar das 8h às 14h. A campanha da Multivacinação iniciou no dia 04 de outubro e segue…

De autoria do carnavalesco e professor Paulo Anete, o enredo para o Carnaval 2022 da Escola de Samba Grêmio Recreativo Carnavalesco e Cultural Os Colibris, de Belém do Pará, é “Zélia Amada/ Zélia de Deus/ Zélia das Artes/ Herdeira de…

Batizada de sagui-de-Schneider (Mico schneideri), em homenagem ao pesquisador brasileiro Horácio Schneider (1948-2018), geneticista da Universidade Federal do Pará e pioneiro da filogenética molecular de primatas, a descoberta alvoroçou a comunidade científica internacional. A nova espécie de sagui amazônico do…

Lugar de criança é na escola

No cemitério de Santa Izabel, em Belém, o que mais se viu no Dia de Finados foram crianças oferecendo serviços de lavagem de sepulturas e pintura de letras em túmulos, algumas levadas pelas mães, que trabalham lá. Nas esquinas, nos sinais de trânsito, é comum a presença de crianças trabalhando como flanelinhas, cheirando cola, ou sendo explorados por adultos, inclusive bebês. As coordenadoras da campanha “Dê um cartão vermelho ao trabalho infantil”, juízas do Trabalho Zuíla Dutra e Vanilza Malcher, pedirão providências ao prefeito Zenaldo Coutinho, ao Conselho Tutelar do bairro, ao Ministério Público e à Vara da Infância e da Adolescência.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *