Na terça-feira da semana passada (19), quando estava em votação no plenário da Assembleia Legislativa projeto de Indicação de autoria da deputada Professora Nilse Pinheiro transformando o Conselho Estadual de Educação em autarquia, detentora de autonomia deliberativa, financeira e administrativa,…

A desgraça sempre chega a galope, mas tudo o que é bom se arrasta indefinidamente no Brasil, o país dos contrastes e contradições, rico por natureza, com poucos bilionários e povo abaixo da linha da pobreza. Parece inacreditável, mas tramita…

O prefeito de Oriximiná, Delegado Willian Fonseca, foi reconduzido ao cargo pelo juiz titular da Vara Única daComarca local, Wallace Carneiro de Sousa, e literalmente voltou a tomar posse nos braços do povo. Era por volta do meio-dia, hoje (26),…

A equipe multidisciplinar do centro obstétrico da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém (PA), vivenciou uma experiência rara e emocionante: o parto empelicado. Imaginem um bebê nascendo dentro da placenta intacta, com os movimentos visíveis, praticamente ainda…

Liberdades democráticas e abusos em manifestações

Belém está do jeito que o diabo gosta. De um tempo para cá, todo mundo que quer protestar fecha ruas. Toda semana, há mais de um mês, interditam a rua João Diogo, em frente ao TRE-PA. O trânsito, que já é infernal no dia-a-dia, vira o caos, porque todas as ruas do entorno ficam também bloqueadas. O fluxo é todo desviado pela rua Avertano Rocha, até a Ângelo Custódio. Na área funcionam o Fórum cível e criminal, o Ministério Público do Estado, com todas as suas promotorias e procuradorias, auditório e núcleos de atendimento, o Banpará, a prefeitura de Belém, o Museu do Estado e a Assembleia Legislativa, além do Instituto Histórico e Geográfico e a Academia Paraense de Letras, entre outras instituições. Já a rua Manoel Barata, artéria de grande importância a ligar a Cidade Velha aos bairros de Nazaré e Reduto, atravessando o Comércio/Campina, agora todo dia fica bloqueada por manifestantes ex-empregados da rede de lojas Y Yamada. 

Alguém tem que por ordem na casa. O direito à livre manifestação não pode se sobrepor e ferir o direito ao livre ir e vir. As liberdades democráticas têm que ser garantidas a todos os cidadãos, e aí entra o princípio da igualdade, a lembrar que uns não são melhores do que os outros. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *