Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Lançamento do Parazão Banpará 2022

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e Portal Cultura. No evento, a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) e a Federação Paraense de Futebol (FPF) assinarão o contrato de cessão de direitos de transmissão dos jogos, além da formalização do naming rights da competição entre o Banpará e a entidade que representa o futebol parauara. Em ambas, há a participação dos doze times que compõem a série A do campeonato: Águia de Marabá, Amazônia Independente, Paragominas, Paysandu, Bragantino, Itupiranga, Tapajós, Tuna Luso, Caeté, Castanhal, Independente Tucuruí e Clube do Remo.

O presidente da Funtelpa, Hilbert Nascimento, assumiu o compromisso de proporcionar uma versão melhor e mais detalhada do campeonato, especialmente porque agora há telespectadores de outros estados que não são apenas torcedores de clubes paraenses, mas vão acompanhar os jogos e precisam entender a dimensão do Parazão no cenário do futebol nacional. Ele escolheu a jornalista Tayná Martinez, que comanda o Esporte Cultura, para apresentar a cerimônia, marcando assim o protagonismo feminino em um campo tradicionalmente ocupado por homens.

Durante o evento, será revelado o mascote do campeonato e os participantes poderão ajudar a escolher um nome para ele, através do Portal Cultura. As três ideias mais criativas serão disponibilizadas para votação. O amuleto da competição é um pirarucu que representa a força e a resistência da cultura paraense. A opção pelo gigante da Amazônia também alerta para o risco de extinção que a espécie corre por conta da pesca predatória praticada ao longo de muitos anos e o uso do couro deste peixe como artigo de moda.

Outra novidade antecipada por Hilbert Nascimento é que o Parazão Banpará ampliou a transmissão dos jogos com a entrada da TV Educativa da Bahia, que alcança mais de dez milhões de telespectadores e se junta à Rede Meio Norte do Piauí e à TV Brasil, levando os jogos para todo o país em TV aberta e fechada. A turma da Funtelpa também criou a cobertura 360º do Parazão Banpará. Trata-se de um pool incluindo TV, Rádio, Portal e mídias sociais da Cultura, e até o programa Meio de Campo, que antecede as transmissões dos jogos com um bate-papo bem descontraído, além do Troféu Meio de Campo, que premia os melhores atletas da temporada mais votados pelo público e por jornalistas esportivos e os informativos no Esporte Cultura e Jornal Cultura.

O campeonato mantém a tradição que começou em 2020 com o emblema oficial da competição, o chamado patch, aplicado em todas as camisas dos participantes da temporada. A taça Estrela do Norte, moldada segundo os traços da cultura marajoara, com alças inspiradas na logo do Banpará e carregando linhas que circundam o troféu, representa os cinco valores essenciais do esporte: compromisso, esforço, perseverança, humildade e respeito.

O primeiro jogo do Parazão Banpará 2022 será no dia 26 de janeiro e a final está prevista para 3 de abril, de acordo com o calendário indicado pela Confederação Brasileira de Futebol, que antecipou os torneios nacionais, já que este ano tem Copa do Mundo. Na rodada de abertura, o Paysandu, campeão da última competição, joga em casa contra o Bragantino. O Amazônia Independente, que conquistou o título da série B, marca a estreia na elite do campeonato jogando contra o Remo. E a Tuna, vice-campeã de 2021, enfrenta o Águia de Marabá fora de Belém. O único clássico RexPa da primeira fase será realizado na penúltima rodada.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *