0
O I Prêmio Amazônia de Jornalismo Raimundo José de Faria Pinto será lançado pelo Sindicato dos Jornalistas do Pará no próximo dia 10, em solenidade no Hangar, a partir das 13 horas, em homenagem ao saudoso jornalista santareno.


Raimundo Pinto foi presidente do Sinjor-PA entre os anos de 1990 a 1993. Reconhecido pelo profissionalismo e ética, arrebatou o Prêmio Esso em 1976 com a reportagem “Assim vivem os nossos superfuncionários“, publicado no O Estado de São Paulo e, em 1977, recebeu a menção honrosa do mesmo prêmio, o maior da carreira jornalística, com a série de reportagens “Amazônia, a ocupação ilegal“.
Pintão também ganhou o Prêmio Aimex de Jornalismo em 2003, 2004 e 2005. Foi editor e repórter nos jornais A Província do Pará, O Liberal, Diário do Pará, Gazeta Mercantil, Jornal da Tarde, Bandeira 3 e O Jornalista. Autor do livro “Repórter” (1995) e co-autor de “Panará – A volta dos índios gigantes” (1997) e “O Novo Brasil” (2002), nos últimos anos de sua vida se dedicou ao site “Pará Negócios“, referência no noticiário de economia e meio ambiente no Estado. Faleceu em 3 de setembro de 2009, vítima de câncer.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

FHC e a Academia

Anterior

Ecce Sacerdos Magnus

Próximo

Você pode gostar

Comentários