0

O Tribunal Pleno escolheu novo membro efetivo para atuação junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Pará, na classe Juiz de Direito: o juiz Marcus Alan de Melo Gomes.

Comandou a sessão a vice-presidente em exercício do TJPA, desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento, posto que a presidente do TJ, desembargadora Maria de Nazaré Silva Gouveia dos Santos, estava inaugurando o novo fórum de São Félix do Xingu.

Mestre e Doutor em Direito pela PUC-SP e Pós-Doutor pelo Centro de Direitos Humanos da Universidade de Coimbra, o novo juiz da corte do TRE tem trajetória impecável e é muito admirado. Ele ingressou na magistratura em 1996, atuou como titular em Porto de Moz, Dom Eliseu, Baião, Itaituba, Marabá, Capanema e Santa Izabel. Em Marabá, foi o primeiro Juiz da Vara Agrária do Estado. É atualmente juiz de direito da 9ª Vara Criminal de Belém.

Também tem uma carreira sólida como docente. Professor Associado Nível 3 do Instituto de Ciências Jurídicas da Universidade Federal do Pará, com atividades de ensino e pesquisa na graduação e no Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, neste último credenciado como Professor Permanente. Também credenciado como Professor Permanente ao Programa de Pós-Graduação em Segurança Pública (PPGSP) do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da UFPA.

Líder do grupo de pesquisa Saberes Criminológicos e Política Criminal, cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ, membro efetivo do Centro de Investigação CJS: Crime, Justiça e Segurança, da Escola de Criminologia da Faculdade de Direito da Universidade do Porto, vinculado à linha de investigação Segurança e Criminalidade, do Grupo de Investigação Direito Penal e Criminologia do Centro de Estudos Jurídicos, Econômicos e Ambientais (CEJEA) da Universidade Lusíada do Porto, o juiz Marcus Alan também foi Visiting Scholar na Universidade de Durham, Inglaterra (Durham Law School) em 2015, Professor Visitante Sênior na Universidade do Porto e na Universidade Lusíada do Porto em 2019 com bolsa concedida no âmbito do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia (PROCAD Amazônia-CAPES), Pesquisador Visitante na Universidade de Valladolid em 2019e presidente da Associação Internacional de Criminologia de Língua Portuguesa (2020/2021).

Um baralho na folia

Anterior

Preso agressor de vulneráveis

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *