A Associação do Ministério Público do Estado do Pará elegeu nesta sexta-feira, 24, a nova diretoria da Assembleia Geral, Diretoria Administrativa e Conselho Fiscal, para o biênio 2022-2024. Os promotores de justiça Alexandre Tourinho e Fábia Fournier, presidente e vice-presidente,…

O CineSal desta semana foi com a professora doutora Sidiana Macêdo, que abordou o tema "Na cozinha de Babette", sobre o filme "A festa de Babette", de 1987, baseado no livro homônimo, da escritora dinamarquesa Karen Blixen, com direção de…

A juíza titular da 1ª Vara do Trabalho de Parauapebas, Roberta de Oliveira Santos, homologou, hoje, 24, o pagamento dos direitos trabalhistas a uma mulher que atuava como cozinheira em um grande hotel da cidade, a mais rica do Pará.…

Vai ser em alto estilo, neste sábado (25), ao cair da tarde, a inauguração do restauro do Palacete Faciola: show da Amazônia Jazz Band e abertura das exposições "Belém Passado/Presente", em homenagem ao saudoso professor, arquiteto e urbanista Flávio Nassar;…

IPM contra Major que sacou arma em frente à escola

As pessoas andam com os nervos à flor da pele e à beira de um ataque de nervos. Muitas tragédias têm sido causadas pela falta de temperança, paciência e serenidade, principalmente no trânsito. Pior é quando o causador é agente de uma Força de Segurança Pública, que deveria proteger cidadãos, e mais grave ainda quando ocupante de posto no oficialato e função que prevê análise e avaliação da conduta de outros servidores. Nesta terça-feira, na Travessa Quintino Bocaiúva, em Belém, em frente ao estacionamento das tradicionais Escola Peteleco, de ensino infantil, e CEMP – Centro de Estudos Montessorianos, de ensino fundamental, onde transitam muitas crianças pequenas e pessoas idosas, uma mulher sacou arma de fogo e percorreu a rua, chegando a bater no vidro de alguns carros, para obrigar o deslocamento dos veículos e assim liberar o seu, que estava estacionado.

A cena foi filmada e fotografada por pais e mães que tinham ido buscar seus filhos nas duas escolas e que ficaram apavorados. A Polícia Civil, comunicada dos fatos, identificou a pessoa: trata-se da Major QOPM Cristiane Oliveira de Carvalho, da Corregedoria da Polícia Militar do Pará.

O promotor de justiça militar Armando Brasil já tomou conhecimento da conduta explicitada no vídeo e declarou, em entrevista exclusiva ao Portal Uruá-Tapera, que vai determinar a instauração de IPM – Inquérito Policial Militar destinado a fim de apurar os fatos e responsabilidades e o imediato afastamento da Major de suas funções na Corregedoria da PMPA. Mães e pais que se sentiram intimidados e ameaçados com suas crianças pela militar estão determinados a registrar boletins de ocorrência policial.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *