0

A professora doutora Dayseanne Ferraz da Costa Pinto é a 7ª ocupante da Cadeira nº 33 do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, cujo patrono é Paul Le Cointe e o fundador e primeiro ocupante Bolívar Bordallo da Silva, sucedido por Edgar Augusto Vianna, Carlos Alberto Amaral Costa,  Raynero de Carvalho Maroja, José Maria Varella Pereira (que renunciou) e João Márcio Palheta.

Em cerimônia presidida pela historiadora, antropóloga, professora Ma. e pesquisadora Anaíza Vergolino e Silva, presidente do IHGP-PA, a mesa oficial foi composta pela Prof.ª Dr.ª Carmen Lúcia Valério Cal, docente aposentada da FAU e do NAEA/UFPA, ex-diretora do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria de Estado de Cultura; o Prof. Dr. Francisco Rodrigues da Silva Neto, coordenador dos cursos de História e Geografia da Unama; o 1º secretário do IHGP, Prof. MSc. Robson Wander Costa Lopes e a 2ª segunda secretária do IHGP, Prof.ª Dr.ª Helena Doris Barbosa.

As Professoras Doutoras Maria de Nazaré Sarges e Michelle Rose Menezes Barros de Queiroz conduziram ao recinto a nova sócia, que é historiadora e antropóloga, para o compromisso estatutário e a assinatura do livro de posse. Em seguida, Dayseane recebeu o broche do IHGP, a medalha condecorativa Pedro Teixeira e os diplomas da medalha e de sócia efetiva. Michelle Rose Menezes Barros de Queiroz pronunciou a saudação regimental à nova sócia que, em seu discurso, elogiou o patrono Paul Le Cointe, bem como o último ocupante da cadeira, prof. João Márcio Palheta.

A Medalha Pedro Teixeira foi entregue por Ana Carolina Ferraz da Costa Pinto, filha de Dayseanne, e o Diploma da Medalha pelo Prof. Dr. Francisco Rodrigues da Silva Neto, com a leitura das prerrogativas.

Após a aposição das insígnias o mestre de cerimônia, professor doutor Álvaro do Espírito Santo, também membro titular do IHGP-PA, deu as boas-vindas à nova integrante do Sodalício, fazendo votos de vida longa e profícua atividade. A presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Pará fez uso da palavra destacando a importância e o ganho com a admissão de Dayseane Ferraz. Ao final da cerimônia o plenário entoou os hinos do IHGP e do Pará, com a interpretação do Prof. Dr. Rômulo Queiroz ao piano.

APJ celebra 200 anos da Imprensa no Pará e protagonismo feminino

Anterior

TRT8 manda retornar 40% dos ônibus na RMB

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *