O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Igeprev nega perdas no patrimônio

Alice Viana, secretária de Administração; Caio Trindade, Procurador-Geral
do Estado; e Alan Gomes Moreira, presidente do Igeprev, participaram da
reunião-almoço com os deputados que já é rotina implantada pela gestão do
presidente Márcio Miranda(DEM), toda quarta-feira. No cardápio, as aplicações e
as expectativas do Fundo Previdenciário do Estado do Pará, cujo patrimônio
líquido é superior a R$1,6 bilhão.
É que o deputado Edmilson
Rodrigues, líder do PSOL, pedira explicações acerca de perdas da ordem de R$85
milhões, o que foi negado pelo presidente do Igeprev e pela secretária, que
garantiram a permanência da rentabilidade das aplicações do Instituto.
A apreensão gerada em torno
da saúde financeira do Igeprev é motivada pela instauração, no ano passado, pelo
promotor de justiça
Firmino
Araújo de Matos
, do Inquérito Civil n. 143/2012-MP/PJ/DCF/DPP/MA, em decorrência da
existência de irregularidades no funcionamento do Conselho Estadual de
Previdência e, principalmente, na gestão dos recursos do Fundo Previdenciário
do Estado do Pará (FUNPREV); e de ter sido constatado nos autos que agentes
públicos vinculados ao Igeprev, nos anos de 2010, 2011 e no início de 2012,
deram causa à aplicação de recursos do FUNPREV em desacordo com recomendações
técnicas do Núcleo Gestor de Investimentos (NUGIN) daquele Instituto e,
especialmente, contrariando dispositivos da Lei Complementar Estadual n.
039/2002, que “
institui
o Regime de Previdência do Estado do Pará
”, conforme se lê na Recomendação
003/2012-MP/6ºPJ/DCF/DPP/MA
.
O presidente do Igeprev entregou
aos deputados um relatório de investimentos, apresentando a evolução
patrimonial do Funprev, destacando que iniciou 2010 com R$570.152.102,64, receita
aplicada no decorrer do ano de R$223.753.347,01 e finalizou com
R$868.181.065,24, tendo rendimento de R$85.635.336,32 no exercício, com rendimento
médio mensal de R$7.100.000,00. Já em relação à meta atuarial, rentabilizou
105,29%.
Em 2011, o Funprev começou
com patrimônio de R$868.518.913,77, receita aplicada no decorrer do ano de
R$241.012.588,47 e finalizou com R$1.246.983.393,94, tendo rendimento de
R$137.789.740,12 no exercício, apontando rendimento médio mensal de
R$11.482.478,34. Já em relação à meta atuarial, rentabilizou 116,51%.
Em 2012, o patrimônio do Funprev
iniciou na faixa de R$1.275.057.297,64, receita aplicada no decorrer do ano de
R$248.616.614,91 e finalizou com R$1.902.402.975,96 (menos R$85.473.649,77 em
tramitação entre instituições financeiras), tendo rendimento de
R$321.329.320,93 no exercício, com média mensal de R$26.777.443,41. Já em
relação à meta atuarial, rentabilizou 196,86%.
O presidente do Igeprev insistiu
que não houve qualquer perda de patrimônio e que os investimentos no banco
Cruzeiro do Sul estão sendo amortizados regularmente e os rendimentos dos FIDCS
(Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios) que perduraram na carteira de
investimentos de 2012 estão cumprindo a meta atuarial e, nesse ínterim, várias
medidas foram tomadas para eliminar os riscos na gestão.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *