Evellyn Vitória Souza Freitas nasceu no chão do banheiro do Hospital Municipal de Portel, município do arquipélago do Marajó (PA), no dia 28 de julho de 2021, por volta das 8h da manhã, prematura de 28 semanas e dois dias, pesando 1Kg e 39…

Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

Escola da Terra Firme é modelo

Vejam este exemplo de que quando todos se envolvem o mundo fica melhor: a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Dr. Celso Malcher, do bairro da Terra Firme, em Belém, conhecido pela violência, obteve o melhor Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) do Pará. No âmbito do Pacto pela Educação, o resultado corresponde à meta do programa que vai, até 2017, transformar o Estado em referência nacional na melhoria da qualidade da educação. 

Hoje os alunos, professores e servidores podem entrar na escola, se sentir bem, acolhidos e respeitados. Para isso foi desenvolvido trabalho através do Observatório da Violência e da Juventude, com o que a comunidade escolar conseguiu sistematizar eixos de abordagem das questões relacionadas com a violência, como a depredação do patrimônio, os furtos na escola, as agressões físicas e verbais, o bullying e a homofobia.
Assim, foi possível construir a prática de identificar cada problema e contorná-los a partir de palestras, reuniões e apoio de grupos parceiros. O diretor 
Luiz Malato agregou parcerias com o Governo do Estado, via Pro Paz e PM, que faz policiamento ostensivo, mas também trabalho de prevenção e combate às drogas, estreitou o relacionamento com os Conselhos Tutelares e, mais recentemente, conseguiu a parceria do Programa Itaú Social.  
Os diretores entendem que, para alcançar bons resultados, as escolas dependem de gestão, prevenção e formação dos professores.  Mudar a cultura da violência e fomentar um novo pensamento são os objetivos em comum. “Isso demanda muito tempo. Então, a distância entre os dados e a ação e políticas públicas é hoje o nó que precisamos desfazer”. 

Alunos que entram armados em sala de aula e ameaçam outros alunos é uma triste realidade que precisa acabar. Proibir o uso de telefone celular nas salas de aula pode ser um bom começo. E a participação das famílias e da sociedade como um todo é fundamental.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *