O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Educação musical na família: as lógicas do invisível

Vejam que interessante: o
parauara Celson Henrique Sousa Gomes
, professor, violinista e ex-spalla da Orquestra Sinfônica
do Theatro da Paz, atualmente diretor geral do Instituto de Ciências da
Arte, vinculado à UFPA, que funciona na Praça da República, em Belém, obteve
o título de Doutor em Música, Área de Concentração: Educação Musical, em 2009,
na Universidade Federal do Rio Grande
do Sul. Na época, submeteu a tese “
Educação musical
na família: as lógicas do invisível
”, como
requisito parcial para obtenção do título.
O estudo versa sobre a aprendizagem musical da
família Fonseca, originária de Santarém, ao longo de quatro gerações,
compreendendo um século. Tomando em consideração pressupostos sociológicos, considera
um contexto de interações e de aprendizagens múltiplas, tais como o projeto dos
pais, as expectativas e oportunidades, assim como suas relações com a tradição
cultural e a dinâmica de mudanças sociais vividas pela família, relacionados
com valores, heranças, particularidades e especificidades da produção musical
familiar, compondo, arranjando, registrando, catalogando e escrevendo música e
sobre música, produção essa relacionada, também, com a vida em sociedade mais
ampla, apontando para a importância da prática musical na sociabilização
familiar e social.
O desembargador Vicente Malheiros da Fonseca faz
referência à tese no seu livro “A
Vida e a Obra de Wilson Fonseca (Maestro Isoca)
“, nas páginas 60/61. Confiram
a tese aqui.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *