A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Dom Erwin Kräutler hospitalizado

O bispo emérito do Xingu, Dom Erwin Kräutler, sofreu uma embolia pulmonar e está hospitalizado em sua terra natal, na Áustria, onde passava alguns dias de férias com a família. Dom Erwin é presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM-Brasil) e ex-presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), e foi figura fundamental no Sínodo da Amazônia. Indicado pelo Papa Francisco, é um dos treze membros do Conselho Pós-Sinodal, que tem o papel de monitorar a aplicação das resoluções do encontro. Há 57 anos o sacerdote escolheu o Brasil como lar (naturalizou-se brasileiro em 1978, no auge da ditadura militar, e lutou com muita coragem em favor das liberdades democráticas) – 34 anos como bispo do Xingu.

Defensor dos direitos humanos, dos povos indígenas e da Amazônia, Dom Erwin é personalidade respeitada e admirada em todo o mundo. Polêmico, propôs que a igreja católica admita pessoas casadas de virtude comprovada ao sacerdócio, esclarecendo preferir o termo “pessoas” porque é “menos específico em termos de gênero”. Por conta disso foi duramente atacado por bispos conservadores. Ele observou que mulheres casadas e comprometidas presidem muitas comunidades católicas indígenas na Prelazia Territorial do Xingu. Essas mulheres não só celebram a Liturgia da Palavra aos domingos, como também batizam, preparam as pessoas para o batismo e a confirmação, e visitam os doentes.

“Por que não seria possível ordenar essas mulheres? Mas não apenas em casos excepcionais em que haja falta de padres. As mulheres não são tapa-buracos quando não há homens suficientes por perto!”, alfinetou o bispo, aduzindo que “o argumento de que não havia mulheres presentes na Última Ceia é simplesmente pouco convincente. Se isso fosse tão decisivo, as mulheres nem sequer poderiam receber a Eucaristia”.

Dom Erwin é secretário da Comissão Nacional para a Amazônia, presidida pelo cardeal Dom Cláudio Hummes (ex-arcebispo de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero, no Vaticano), e recebeu o prêmio Right Livelihood Award (Prêmio Nobel Alternativo) por sua dedicação aos povos indígenas e à Amazônia.

Saúde e vida longa para Dom Erwin Kräutler!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *