A sesquicentenária samaumeira que perdeu seus galhos na madrugada desta segunda-feira (6) é memória afetiva de todos os paraenses e até de gente de fora do Pará e do Brasil que frequenta Belém durante o Círio de Nazaré. Localizada em…

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará oficializou o resultado da eleição suplementar em Viseu 39 minutos após o encerramento da votação. Foi eleito prefeito Cristiano Vale (nº 11 – PP – Voltando pra Cuidar da Gente) e vice-prefeito Mauro da…

Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Doação de próteses a mulheres mastectomizadas

O projeto Maria Bonita Belém recebeu doação de 68 próteses de silicone para uso externo, direcionadas a mulheres mastectomizadas que, por alguma razão, não fizeram reconstrução das mamas. Quem precisar é só entrar em contato pelo WhatsApp ou via redes sociais. O link do WhatsApp fica em azul no perfil do Instagram. As próteses foram doadas pela mastologista e cirurgiã Christianne Barros (@christiannebarros) e pela médica cirurgiã Alessandra Barros (@dralessandrabarros), da Clínica Barros @clinicabarroscirurgiaplastica, que prestam apoio exemplar. Além de parceiras elas são voluntárias do projeto, promovem ações de saúde, encontros e palestras, uma atitude de cidadania e solidariedade que merece ser multiplicado na rede afetiva do Maria Bonita.

Palestras sobre autoestima, nutrição, atividades físicas e direitos do paciente oncológico integram as ações do projeto, idealizado por Fabize Muinhos, em dezembro de 2018. Ela tomou a iniciativa depois que observou os efeitos colaterais do tratamento oncológico e sentiu necessidade de fazer alguma coisa para ajudar as mulheres que estavam na mesma condição de saúde, mas com poucos recursos para enfrentar os desafios em busca da cura. Hoje o projeto conta com a colaboração de dezenas de voluntários.

São muitos os efeitos colaterais do tratamento oncológico, entre eles estão a perda total ou parcial de cabelos e pelos e as manchas na pele. “Esses sintomas têm apelo significativo para essas mulheres. Eles afetam diretamente a autoestima, despertam a curiosidade e olhares desconfortáveis, rejeição e preconceito”, conta Fabize, salientando que a baixa autoestima pode acelerar processos depressivos, que interferem negativamente no tratamento oncológico e na busca pela cura.

“Devemos pensar que a luta pela vida, a busca por qualidade de atendimento, acesso ao tratamento e serviços à paciente oncológica é de cada um de nós”, explica Fabize, incentivando atitudes preventivas para o diagnóstico precoce, o que aumenta as chances de cura.

Quem tiver interesse em conhecer mais sobre o projeto pode entrar em contato pelos números (91) 98048-1074 ou (81) 99804.4894 (whatsapp) ou pelas redes sociais Facebook/Instagram: Fabize Muinhos (Projeto Maria Bonita) @fabizemuinhos @projetomariabonitabelem.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Iniciativa de grande alcance social, resgatando a auto estima de mulheres fragilizadas emocional e psicologicamente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *