Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

Depois da ocupação MEC ouvirá grevistas

É grave a situação da educação pública federal.
Os professores das universidades tiveram que, com o apoio dos estudantes, ocupar o próprio gabinete do ministro da Educação para serem ouvidos em suas reivindicações. Eles questionam, entre outros itens da pauta, os cortes orçamentários na educação pública, enquanto o governo federal segue investindo dinheiro público em educação privada. Criticam o fato de que muitos campi de universidades federais foram abertos sem quaisquer condições de permanência estudantil, e exigiram que só fossem abertos novos campi com moradia estudantil e restaurante universitário. Por fim, exigem que o governo federal invista R$ 3 bilhões no Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES).  Depois de muita pressão, o ministro Janine Ribeiro ficou de receber uma comissão no dia 5 de outubro.

Olgaíses Maués, 2ª vice-presidente da Regional Norte II da ANDES-SN, acentua que Janine é o único ministro da Educação que nunca recebeu o Sindicato Nacional ou os docentes grevistas. A greve já dura quase quatro meses e as negociações praticamente não avançaram, mesmo com os esforços dos grevistas em apresentar novos elementos para negociação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *