Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Cultura popular

Menina Onete – Travessias & Travessuras“, escrito e editado pelo antropólogo Antônio Maria de Souza Santos e pela pedagoga Josivana de Castro Rodrigues, será lançado hoje às 19h, no Hall Ismael Nery, no Centur, em Belém. Haverá Mesa Redonda sobre a cultura popular e a temática do Museu do Marajó, com a participação de José Varela. Na obra, a Academia do Peixe Frito é homenageada.


 

Dona Onete, a cantora popular parauara que teve seu talento reconhecido após os 70 anos de idade e leva adiante a tradição do carimbó romântico, desde os quatros anos, em Cachoeira do Arari, já cantava junto aos foliões e as Pastorinhas. Seu carimbó é mais chamegado, um pouco mais maneiro, como ela mesmo diz, conta o autor da obra.
 
O livro é o segundo volume da Coleção Ribeirinha, da editora Carpe Diem, que também já publicou sobre os músicos de Abaetetuba, dos anos de 1930 a 1955, e lançará, nos próximos meses, uma obra de poesias ambientadas na região do Baixo Tocantins.
 
Antônio Maria de Souza é um dos coordenadores da coleção, pesquisador do Museu Paraense Emílio Goeldi, e integra o Grupo de Pesquisa Música e Identidade na Amazônia, da UFPA.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *