A Secretaria de Estado da Fazenda do Pará publicou extrato de dispensa de licitação para contratar a Prodepa, por R$800.427,88, a fim de desenvolver novo site da Transparência do Governo do Pará, com criação de nova arquitetura de informação, navegação…

Andar de motocicleta proporciona histórias, experiências e adrenalina. Motos oferecem facilidade de locomoção rápida e de conseguir estacionamento. Mas a liberdade é, sem dúvida, o motivo número 1 de todo motociclista. Sentir o vento, o clima, fazer parte da paisagem. Este é…

Os fatos que ensejaram a prisão preventiva do SGT Gildson dos Santos Soares e o afastamento da Coronel QOPM/PA Andréa Keyla Leal Rocha do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Pará descortinaram uma situação gravíssima e surreal dentro…

Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Crime ambiental

Sabem de onde tiram o aterro para as obras do complexo viário que está sendo erguido na confluência das avenidas Pedro Álvares Cabral e Júlio César? Daqui.

O Yúdice Andrade, em seu blog Arbítrio, levantou o véu.

O velho comunista André Costa Nunes, em seu Tipo assim… Folhetim, matou a charada.

E o Lafayette Nunes, do
Xipaia, cantou a pedra, tintim por tintim.

O negócio é o seguinte: alguém (não me perguntem quem, porque eu só sei que é vizinho do
Terra do Meio, ali perto da entrada da Alça Viária e do parque ambiental, ex-área da Pirelli) barrou e alterou criminosamente, bem na sua nascente, o curso do Uriboquinha, principal formador da bacia do Uriboca, que tem 35 Km e é o único rio ainda não poluído de todas as áreas metropolitanas do Brasil.

A Prefeitura de Marituba, foi lá ver e tomou um susto com o tamanho da cratera (por que não viu antes?).
Um vereador a comparou à cava de Carajás (não deveria ter feito algo?).

Impressionante é que está tudo licenciado pelos órgãos ambientais ditos competentes. Com EIA/Rima, inclusive.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *