Os dirigentes do Sindicato e da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa festejaram o resultado da reunião de hoje com o presidente da Alepa, deputado Chicão, que também convidou para o encontro o Chefe de Gabinete da Presidência, Reginaldo Marques…

A Administração Superior do Ministério Público do Pará está empenhada em fortalecer a atuação dos promotores de justiça no arquipélago do Marajó, onde a situação de extrema pobreza, agravada pela pandemia, perpetua crimes gravíssimos como os abusos e exploração sexual…

“A Prefeitura de Belém, por meio da Comissão de Defesa Civil de Belém, informa que realizou vistoria técnica no bloco B do imóvel localizado na avenida Presidente Vargas, 762, no dia 11 de fevereiro, às 9h, em conjunto com representantes…

DEM e PSL ainda nem consumaram a fusão, prevista para outubro deste ano, mas a briga já é de foice. O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto duelam nos bastidores pelo comando do novo…

CPI do BRT ouve depoimentos

Fernando Pereira e Adinaldo Sousa de Oliveira, ex e atual titulares da Secretaria Municipal de Urbanismo, foram ouvidos hoje pela CPI do BRT, na Câmara Municipal de Belém. Amanhã será a vez de Edilson Ramos Pereira e Sueli Ramos Azevedo, ex e atual secretários municipais de Planejamento e Gestão. 

Fernando Pereira informou que a Seurb, na gestão de Duciomar Costa, não participou da concepção do Projeto BRT, tampouco da fiscalização da execução da obra, só fez estudo de fluxo de tráfego, e que a responsável era a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), ligada ao gabinete do prefeito. 

A vereadora Sandra Batista disse que o BRT, em nenhum momento do segundo mandato de Duciomar Costa, estava previsto no ciclo orçamentário de Belém (PPA, LOA e LDO).
E propôs convocar para prestar depoimento a gerente da UGPE na gestão passada, Suley Sawaci. Também serão convidados o procurador de Justiça Nelson Pereira Medrado e o procurador da República Daniel César Azeredo Avelino. Os depoimentos serão tomados nos próximos dias 25, 28 e 29 de abril, respectivamente. 

Já na gestão de Zenaldo Coutino, a UGPE foi extinta e coube à Seurb a responsabilidade pela obra civil: fiscalização da execução, gestão, controle e acompanhamento. Equipamentos e sistema de controle ficaram a cargo da SeMOB. Foi rescindido o antigo contrato com a Andrade Gutierrez e, após assinatura de TAC, a empreiteira ficou responsável só pela obra física da av. Almirante Barroso e Entroncamento, onde foram observados problemas e irregularidades, que tiveram que ser refeitos. As constatações foram detectadas por auditoria contratada pela prefeitura.
O titular da Seurb informou que as muretas de concreto (New Jersey), que custaram aproximadamente R$ 8 milhões e foram retiradas do corredor da av. Almirante Barroso, estão em uma área do Mangueirão e outra parte em terreno da Prefeitura no Tapanã. Algumas foram solicitadas pelo Governo do Estado e, de acordo com o secretário, serão pagas. Ele afirmou ainda que as muretas devem ser usadas como muro de arrimo nas orlas de Mosqueiro e Outeiro. 

Os R$ 44 milhões iniciais do Projeto BRT foram pagos com recursos da Prefeitura de Belém e os R$ 56 milhões de dívida da obra já executada foram quitados pela atual gestão, após auditoria e reparos. As estações de passageiros colocadas a pedido de Duciomar Costa foram devolvidas, sem custo. A Seurb deve fazer licitação exclusiva para outras, adequadas ao clima de Belém. Já o terminal de passageiros de integração metropolitana não será mais necessário. O projeto inicial previa, ainda, a compra de veículos por parte da prefeitura, o que foi extinto na atual concepção, que agora é de licitar empresas interessadas no serviço. 

A Secretaria ficou de entregar à CPI a revisão do contrato, o relatório da auditoria e os dez termos aditivos. Participaram da reunião os vereadores Sandra Batista (PCdoB), José Dinely (PSC), Nehemias Valentim (PSDB) e Gleisson Oliveira (PSB).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *