Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Couro de gado e pele de peixe em decomposição

Quem mora, trabalha ou trafega ao longo da estrada do Outeiro, em Belém, sofre com o odor insuportável causado pelas  atividades dos dois curtumes e uma empresa que produz ração animal à base de peixe. Os empreendimentos estão situados em zona urbana, onde isso não é permitido. Os curtumes utilizam 95% de couro de boi e 5% couro de búfalo na produção e afirmam que se mantêm no mercado com as licenças dos órgãos competentes. Contudo, são inegáveis os impactos socioambientais. Considerando que o meio ambiente é um direito fundamental da pessoa humana e há um conjunto normativo que reconhece as garantias atribuídas a este bem de uso comum, é de se questionar a aplicabilidade e eficácia das leis que regulam as atividades, além da atuação dos órgãos responsáveis pela fiscalização e proteção ao desenvolvimento sustentável.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *