0

Ao apresentar o novo sistema de gestão dos resíduos sólidos, o prefeito Edmilson Rodrigues explicou como o modelo será implantado ainda este ano de 2024 pela empresa Ciclus Amazônia, formada a partir do consórcio vencedor da licitação municipal, composto pelas empresas Terraplena Ltda, CS Brasil e Promulti Engenharia e Infraestrutura e Meio Ambiente Ltda. As cooperativas de catadores terão atenção especial na nova gestão dos resíduos da capital paraense, garantiu Edmilson. Atualmente, existem 12 cooperativas em Belém e que conseguem coletar apenas 2% do que é produzido pela população. Com o novo sistema, a meta, em três anos, é ter dez vezes mais o número de cooperativas e atingir 20% de coleta de material reciclável.

“As cooperativas serão parte do novo sistema e mais valorizados. Essa é a nossa estratégia e está previsto na licitação. O consórcio terá a obrigação de valorizar as cooperativas e novas poderão surgir e mais trabalhadores poderão atuar”, declarou o prefeito Edmilson Rodrigues. Serão 90 dias para o consórcio se instalar efetivamente na cidade. A expectativa é de que gere aproximadamente 3 mil postos de trabalho.

Uepa divulga listão do Prosel 2024 na próxima sexta

Anterior

Inquérito do MPPA apura explosão de lancha

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *