A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Pela primeira vez na história, está em curso  um movimento conjunto da Academia Paraense de Letras, Academia Paraense de Jornalismo, Instituto Histórico e Geográfico do Pará e Academia Paraense de Letras Jurídicas, exposto em ofício ao governador Helder Barbalho, propondo…

Condenados no caso CDP

A Justiça Federal condenou 22 pessoas físicas e jurídicas por atos de improbidade administrativa, envolvidas na Operação Galiléia, da Polícia Federal, que comprovou desvios de recursos públicos da Companhia Docas do Pará.
O ex-diretor-presidente da CDP e hoje vereador de Belém Ademir Andrade foi condenado à suspensão dos direitos políticos e à proibição de contratar com o poder público, receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios por cinco anos. Também terá que devolver aos cofres públicos R$ 1,3 milhão, juntamente com outros condenados, além de R$ 28,6 mil em multas.
As decisões não foram divulgadas antes porque os processos tramitavam sob segredo de justiça.
Segundo a Justiça, houve fraudes em licitações, pagamentos em valores superiores aos do mercado, vantagens indevidas a empresários e agentes públicos, uso indevido de bens e valores do patrimônio da CDP e uma série de outras irregularidades que violaram os princípios de honestidade, imparcialidade e legalidade.
Leia a íntegra da condenação aqui:

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *