O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Círculo vicioso

Hoje, a admissão
de servidores temporários para as Secretarias de Estado de Saúde e de
Assistência Social foi o cerne da questão em sessão especial da Alepa.
Desde 1988, o
ingresso no serviço público deve ser via concurso. Mas os aprovados estão sendo
preteridos. A Asconpa denuncia que foram contratados cerca de 4 mil temporários.
A Sead jura que são 400.
A secretária
adjunta da Sead, Ruth Pina, disse que os temporários têm sido contratados para
atender a necessidade do serviço público em diversas áreas para as quais as
vagas ainda não foram formalmente criadas e também para municípios em que
ninguém foi aprovado nos concursos.
Os concursados da
Seas e da Sespa torceram o nariz com tal
justificativa.
E o deputado
Edmilson Rodrigues, líder do PSOL, saiu-se com esta:
“_Não seria o caso de se admitir concursados
temporariamente até que sejam criadas as vagas
? Em ano eleitoral, admitir temporário é arrumar cabo eleitoral.
A concursada Ana
Lígia Braga contou que foi aprovada em 22ª lugar para vaga de psicólogo na
Sespa, 19 foram nomeados e 8 temporários contratados. “_Já passou da minha posição no concurso e não sou chamada. O
Decreto nº 410, de 2 de abril deste ano, impede a nomeação de temporários
quando há candidatos aprovados em concurso para as vagas a serem preenchidas
“.
O deputado José
Megale, líder do PSDB, ficou de criar um “canal de comunicação” dos
concursados com o governo, através do diretor de gestão de pessoas da Sead,
Gerson Rocha. 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *