Área contígua ao centro histórico de Belém do Pará, Zona Especial do Patrimônio Histórico declarada por lei, o bairro do Reduto, cenário industrial da belle Époque, da Doca do Reduto no início do século XX, com suas canoas coloridas repletas…

A Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça fixou, sob o rito dos recursos repetitivos, a tese de que o servidor federal inativo, independentemente de prévio requerimento administrativo, tem direito à conversão em dinheiro da licença-prêmio não usufruída durante a…

O prefeito Edmilson Rodrigues cumpriu agenda institucional em Brasília, ao lado do secretário municipal de Gestão e Planejamento, Cláudio Puty. No Ministério da Economia, trataram das obras de saneamento básico no Canal do Mata Fome, no bairro do Tapanã, onde…

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de…

Caso Luigi: doméstica é absolvida

Há pouco, depois de cerca de 12 horas de julgamento pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de Belém, Leiliane da Silva Cutrim foi absolvida de envolvimento no homicídio do advogado Luigi Vasconcelos Freire. A decisão do Conselho de Sentença confirmou o entendimento do primeiro promotor de justiça a atuar no caso, o decano do Tribunal do Júri Edson Cardoso de Souza, que a excluiu da peça acusatória, na qual figuravam apenas os dois executores, Sidneis Vieira dos Santos (companheiro de Leiliane) e Marcelo Alves Carvalho, que até hoje estão foragidos, embora tenham sido identificados. Ao assumir o caso, o promotor de justiça Rui Barbosa aditou a denúncia e a incluiu como ré.

A sessão foi presidida pelo juiz Edmar Pereira, e na acusação funcionou o promotor de justiça Rui Barbosa, tendo como assistentes os advogados criminalistas Eduardo Imbiriba e Clodomir Araújo Jr., representando a OAB-PA. Pela defesa atuou o defensor público Alex Noronha.

O crime ocorreu por volta das 7h do dia 15 de setembro de 2013, na residência da vítima, no bairro de Nazaré, quando também o pai de Luigi, Luiz Carlos Horácio Freire, foi ferido. Leiliane trabalhava como doméstica na casa. 

Hoje de manhã, os jurados ouviram os depoimentos das três testemunhas de acusação arroladas pelo Ministério Público, que foram os pais e o irmão da vítima, Luiz Carlos e Lucíola Freire, e Hugo Freire. A única testemunha arrolada pela defesa foi a mãe de Leiliane, Eliane Silva. Após a tomada de depoimentos, a acusada ouvida em interrogatório.

Só com a prisão dos executores é que o crime poderá ser desvendado. Espera-se que a polícia os encontre, estão sumidos há mais de um ano.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *