0

Em plena manhã de domingo (2), às 11h20, um veículo oficial estava sendo utilizado para fazer compras no supermercado Assaí Batista Campos, na Av. Conselheiro Furtado, 76, próximo ao Espaço Cultural São José Liberto – Polo Joalheiro de Belém. Trata-se de uma van toda adesivada com a logo e nome da Prefeitura de Anajás, município do arquipélago do Marajó.

Para azar dos que desviaram o uso do serviço, membro do Ministério Público do Estado do Pará viu a cena e fez fotos da situação irregular. Pois a pessoa que estava dentro do carro – uma mulher branca, loira, baixa e forte, de meia idade e muito mal educada, se achou no direito de subir nas tamancas. Enfurecida, foi tomar satisfação, agressivamente, dizendo que ela não tinha autorizado a foto do veículo. Exigia saber para onde e para quem mandaria as fotos. A autoridade do MPPA preferiu não se identificar e respondeu que ia enviar para onde quisesse. A mulher não se deu por achada. Sustentou que era preciso pedir autorização a ela para tirar a foto. E quando ouviu que carro público sendo usado no domingo para compras poderia e deveria ser fotografado por qualquer pessoa, ela fez um gesto obsceno com o dedo médio.

Na hora, o promotor de Justiça titular da 2ª PJ de Breves e que responde por Anajás, Harrison Bezerra, recebeu o relato e registros fotográficos e tomou providências imediatas. Instaurou notícia de fato e já oficiou ao prefeito Vivaldo Mendes da Conceição, conhecido popularmente como Boró, para que explique o que a van estava fazendo tão longe da área territorial do município, em um domingo, em estabelecimento comercial. O portal Uruá-Tapera vai acompanhar o caso.

AnimaMis e Terruá Pará

Anterior

Paraense em órgão consultivo da ONU

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *