0

Passageiros dos ferry boats da Henvil que escolheram ir hoje para o arquipélago do Marajó e assim evitar as filas e tumultos dos finais de semana em mês de férias escolares de verão amazônico ficaram indignados e sofreram. O embarque é feito no distrito de Icoaraci, com destino ao porto do Camará, no município de Salvaterra. Acontece que uma carreta ficou presa no asfalto na saída da balsa que atracou às 4h da madrugada e desde essa hora já havia uma enorme fila de veículos, porque a recomendação é chegar ao porto com duas horas de antecedência, por conta das manobras necessárias para acomodar veículos de vários tipos e tamanhos, além de passageiros.

Na hora da viagem das 6h ninguém podia embarcar, a fila estava alcançando quilômetros de congestionamento e as famílias começaram a se desesperar. A carreta não se movia e estava carregada com dois tratores. Uma pessoa com deficiência em um triciclo motorizado aguardava sob o sol. Quem ia viajar às 6h, às 7h e às 8h não tinha a menor ideia do que fazer, porque o guincho não chegava para tirar a carreta.

A aflição foi aumentando, até que um cidadão sugeriu a derrubada de uma parte do muro da Henvil, ao lado da carreta, para que os carros pudessem acessar a área de manobra e a rampa da balsa. Chamaram uma patrol para arrancar as proteções de concreto da calçada e colocaram o muro abaixo. E só então iniciou o embarque da balsa das 6h, com duas horas de atraso.

O ferryboat que deveria fazer a viagem das 7h desatracou às 8h e a carreta continuava presa, assim como o congestionamento na orla de Icoaraci. A viagem das 8h também saiu com mais de uma hora de atraso. Assistam ao vídeo feito pela jornalista Karlla Cattete, que é membro da Academia Paraense de Jornalismo e professora da Unama, ficou desde as 5h da madrugada no local de embarque e só chegou ao Camará às 12h06.

Ataque a direitos e liberdades democráticas

Anterior

Assalto à mão armada em Oriximiná

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *