0

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos) tenciona abrir uma investigação contra o Brasil a fim de apurar a possível negligência das autoridades brasileiras no combate à pedofilia, abusos e exploração sexual de vulneráveis. O país é um dos líderes globais nesse ranking da barbárie: a cada hora, são registrados 2,2 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. E o número não para de crescer.

Dependendo do resultado, a OEA poderá impor sanções ao Brasil, com  afastamento de brasileiros de suas comissões e até mesmo suspensão do direito a voto em decisões colegiadas. No ano passado, o conselheiro da ONU Baskut Tuncak recomendou investigação internacional contra o Brasil. Em seu relatório, alertou que o país “está em um estado de profunda regressão dos princípios, leis e padrões de direitos humanos, em violação ao direito internacional.

Para completar, o senador Renan Calheiros quer ir a Haia, na Holanda, entregar pessoalmente o relatório final da CPI da Covid ao Tribunal Penal Internacional. E pedir denúncia contra o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade.

O mundo gira e a Lusitana roda

Anterior

Criança marajoara precisa de resgate e UTI

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *