Nem bem foi inaugurado, e ainda faltando a instalação dos bancos e finalização, o calçadão da Avenida Beira-Mar, em Salinópolis, sofreu diversas avarias. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras acionou a empresa responsável pela obra, que está executando ações…

A expectativa era grande em relação à ida do governador Helder Barbalho à Assembleia Legislativa para a leitura da Mensagem na instalação da 61ª Legislatura. Funcionou como uma espécie de termômetro da Casa, que abriga novos deputados na oposição, e…

Foram empossados hoje na Assembleia Legislativa do Pará os 41 deputados estaduais eleitos para a 61ª Legislatura (2023-2027). Em seguida houve eleição para a Presidência e a Mesa Diretora, em chapa única, tendo sido reeleito praticamente à unanimidade – por…

O governador Helder Barbalho está soltando a conta-gotas os nomes dos escolhidos para compor o primeiro escalão de seu segundo governo. Nesta quarta-feira será a posse dos deputados estaduais e federais e dos senadores, e a eleição para a Mesa…

Bosque Rodrigues Alves salva filhota de peixe-boi

Moana Joroquinha, filhota de peixe-boi com apenas um mês de idade, foi encontrada ontem por um pescador em Muaná, município do arquipélago do Marajó, encalhada na praia e muito debilitada. As várias marcas pelo corpo são indícios de que a pequena fêmea da espécie ameaçada de extinção foi vítima de tentativa de captura, o que a feriu e resultou no encalhe. O pescador deu o nome a ela e de imediato acionou uma equipe de especialistas, que a levou para os cuidados necessários no Jardim Zoobotânico da Amazônia/Bosque Rodrigues Alves, da Prefeitura de Belém. O estado de saúde dela é considerado crítico por biólogos e veterinários voluntários e uma equipe técnica do projeto Bioma.

“O animal está muito desidratado. Provavelmente estava à deriva ou preso malhado há bastante tempo, por isso apresenta um estado bem crítico para a sua espécie. Esses animais nascem com uma condição corporal muito boa e são mantidos pela mãe. Então, tudo indica que está longe da mãe há muito tempo”, disse a veterinária Ively Maluna, que tem esperanças de que Moana fique bem. “A gente já tem diversos animais dessa espécie mantidos em cativeiro, decorrentes de encalhe ou emalhe, de captura acidental e que estão em ótimas condições de saúde. Então, realizando o manejo veterinário e o manejo biomédico clínico correto, o animal tem condições de se estabilizar, ganhar condição corporal para entrar em um programa de reabilitação”, explicou Ively.

Uma força tarefa carinhosa preparou um tanque especial para receber Moana, que passa por exames e é cuidada por biólogos e veterinários do Bosque – Jardim Botânico. “Estamos fazendo o possível para salvar o filhote. Não estávamos preparados para ambientar o animal, mas conseguimos montar um espaço para ele ficar e receber alimentação adequada. Ao longo da quarentena, nossa equipe vai fazer tudo para salvá-lo. Temos esperança que se recupere. É um filhote de um mês de idade, muito novinho, e precisamos ter o máximo de cuidado”, destacou a veterinária Juliana Bitencourt.

O tratamento para salvar a vida da pequena Moana será de acordo com a orientação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade. “Como foi uma emergência, resolvemos fazer uma operação de urgência para salvar o animal. A gente sabe que existem questões legais para mantê-lo no Bosque, então vamos verificar com a Semas, que é a responsável pela legalização de todo tipo de fauna silvestre no estado do Pará”, disse o diretor do Departamento de Gestão de Áreas Especiais da Semma Belém, adiantando que a filhota de peixe-boi não ficará exposta à visitação pública e permanecerá no Bosque apenas para a sua recuperação, ou seja, o espaço está sendo usado como mantenedor provisório. A ideia é soltá-la na natureza quando estiver totalmente recuperada.

Moana Joroquinha, de apenas um mês, foi resgatada por um pescador e trazida para receber tratamento adequado no Bosque

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Atitude responsável do pescador em procurar socorro especializado para salvar a vida deste pequeno e indefeso animal. Tomara que possa reagir positivamente ao tratamento e em breve possa retornar ao seu habitat natural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *