0

Computadores velhos, pilhas, celulares e outros aparelhos eletrônicos inservíveis são altamente poluentes e muitos usuários não sabem o modo correto de descartar. Através de um Termo de Cooperação Técnica firmado com a Associação Brasileira de Reciclagem e Eletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), a Prefeitura de Belém realizou neste sábado, 5, uma “blitz” para recolher lixo eletrônico na Avenida Visconde de Souza Franco (Doca), no bairro do Reduto.

“Essa parceria começou em Belém no mês de maio, quando inauguramos uma Central de Logística Reversa na cidade”, explica a representante da Abree, Tamara Figueiredo. “Esta ação hoje foi muito eficaz. Lembramos que existem, em Belém, 26 pontos de recebimento desse tipo de material, onde o descarte é feito com segurança”.

Durante todo o dia, carros, bicicletas, motocicletas e pedestres paravam no ponto de recolhimento do lixo eletroeletrônico para fazer os descartes.

“Quando nós tivemos o convite de parceria com a Abree para fazermos o recolhimento de lixo eletrônico, fomos despertados para lançar à população essa ideia de descarte ecológico”, conta o diretor-geral da por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Leonardo de Jesus. “Aí surgiu a iniciativa de fazer essa ‘blitz’”.

A Semma agora deve pesar o material recolhido, apresentar um balanço e encaminhar o tudo para a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Belém (Concaves), primeira cooperativa desse segmento cadastrada junto à Prefeitura. A intenção é de que ações como essa ocorram uma vez ao mês, de forma itinerante.

Crea-PA elege a primeira mulher presidente em 85 anos

Anterior

Flora ameaçada de extinção no Território Xingu

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *