Vanete Oliveira, a jovem marajoara de 28 anos e mãe de cinco filhos que sofre há catorze anos com um tumor enorme em um dos olhos, que lhe cobre quase a metade da face, já está internada no Hospital Ophir…

Equipes da Divisão de Homicídios e da Delegacia de Repressão de Furtos e Roubos estavam monitorando há um mês o grupo criminoso que planejava roubar em torno de R$ 1 milhão no caixa eletrônico do Banpará localizado dentro do Hospital…

Vanete Oliveira, 28 anos, mãe de cinco filhos, vive em Portel, município do arquipélago do Marajó(PA). Ela sofre há catorze anos dores atrozes além do desconforto, trauma e todo tipo de dor física e psicológica, por conta de um tumor…

As Diretorias de Combate à Corrupção e de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará prenderam hoje (28), no Distrito Federal, durante a Operação "Litania”, uma falsa empresária e sócios-proprietários que utilizavam empresa de fachada como instituição financeira para…

Big Ben fecha e demite


As lojas Big Ben não abriram hoje e a especulação é de que está havendo demissão em massa de seus empregados. No último dia 10, a Brasil Pharma, uma das maiores redes farmacêuticas do país, dona das drogarias Farmais, Farmácia Sant’Ana, Rosário e Big Ben, com 288 lojas próprias e 430 franquias no Pará, Bahia e Pernambuco, que emprega mais de 4,5 mil pessoas, pediu recuperação judicial. Até novembro do ano passado, acumulava prejuízo de R$ 1,52 bilhão e mais de 15 mil credores, entre eles o BTG, que tem R$ 984,3 milhões a receber e o Banco IBM, que cobra R$ 22,2 milhões, além de dívidas trabalhistas e com indústrias farmacêuticas, fornecedores em geral, bancos e empresas públicas. A redução nas vendas, com desabastecimento, e baixas de ativos intangíveis das bandeiras Santana e Big Ben, no valor de R$ 815 milhões, foram apresentadas como justificativa para as perdas no período, bem como o patrimônio líquido negativo de R$ 1,15 bilhão. 

Há exatamente um ano, o deputado estadual Edilson Silva (Psol-PE) publicou na sua página do Facebook que a falência da Big Ben está ligada à sua relação com o banco Pactual BTG, que caiu na Lava-Jato. Disse que “era uma lavanderia em forma de farmácia” e que não é possível que o mercado seja tão grande para a quantidade imensa de farmácias da mesma empresa, praticamente uma em frente da outra. 

Agora a rede Drogasil aguarda que a Big Ben desocupe trinta lojas cujos pontos pertencem ao empresário Raul Aguilera, para desembarcar em território parauara. E assim la nave va. É preciso que o Ministério Público, a Sefa e a Receita Federal passem o pente fino em todo o setor. E que o Ministério Público do Trabalho e o Ministério do Trabalho e Emprego verifiquem a situação dos trabalhadores, que são o lado mais frágil de toda essa história.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *