“A Prefeitura de Belém, por meio da Comissão de Defesa Civil de Belém, informa que realizou vistoria técnica no bloco B do imóvel localizado na avenida Presidente Vargas, 762, no dia 11 de fevereiro, às 9h, em conjunto com representantes…

DEM e PSL ainda nem consumaram a fusão, prevista para outubro deste ano, mas a briga já é de foice. O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto duelam nos bastidores pelo comando do novo…

Um pastor de igreja evangélica localizada no município de Breves, no arquipélago do Marajó, foi condenado a 39 anos de prisão por estupro de vulnerável, exploração sexual e por possuir e armazenar pornografia infantil, com o agravante de que ele…

Acionado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Ministério Público Federal recomendou ao prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, medidas efetivas para que os responsáveis pelo edifício conhecido como Bloco B da Assembleia Paraense assegurem a manutenção emergencial do…

Bens de ex-dirigentes da Seduc bloqueados

O
juiz Marco Antonio Castelo Branco, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Belém,
decretou a indisponibilidade de bens de Rosa Maria Chaves da Cunha, Philadelpho
Machado e Cunha Jr., João Farias Guerreiro, Samarina de Jesus Minas Marinho
e da advogada Maria da Conceição Campos Cei, além da Fundação de Amparo e
Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), em ação por improbidade administrativa,
ajuizada pelo MP, em que figuram como acusados de malversação de recursos
públicos por suposto direcionamento em processo de dispensa de licitação
pública.
O
magistrado oficiou aos cartórios de registro de imóveis das Comarcas de Belém,
Ananindeua e Altamira, determinando a averbação, nas matrículas dos imóveis, da
inalienabilidade dos bens ou direitos, e à Receita Federal, a fim de que
forneça cópia da última declaração de bens e rendimentos e todos.
Não
conheço o processo
0010102-03.2011.814.0301
e nem tenho procuração
de Rosa Cunha, que é cunhada do governador Simão Jatene e foi secretária de Estado
de Educação em seu governo anterior. Mas sou testemunha, durante o tempo em que
acumulei a chefia da Comunicação e do Atendimento da Seduc e fui uma de suas
assessoras mais próximas, acompanhando-a em todas as reuniões, de sua retidão e
honestidade de propósitos, sempre buscando fazer o melhor e o justo, rigorosa
em todas as suas decisões no sentido da eficiência e do zelo com a coisa
pública.  

Também conheço pessoalmente o professor doutor João Farias Guerreiro, caboclo de Oriximiná brilhante que se destaca na academia, e sei que dirige com correção a Fadesp, que é órgão da UFPA, parceira institucional do Estado do Pará, em todos os governos, não importa o partido que esteja no poder.

Urge que tudo seja esclarecido, até pelo enorme abalo à reputação das pessoas envolvidas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *