0



Durante o 3º Seminário Internacional de Polícia Comunitária Sistema Koban, em Vitória-ES, o major Marcelo Ribeiro, comandante da 21ª CIPM em Dom Eliseu, fez palestra sobre sua experiência de sucesso na implantação da Base Comunitária de Segurança de Oriximiná(PA), a primeira em toda a Amazônia a adotar o processo de policiamento japonês. A base funcionava no terminal hidroviário e as ações policiais se diferenciavam porque o enfoque era a prevenção ao crime.
Além do policiamento ostensivo na área comercial e bancária no centro da cidade, o espaço era utilizado para reuniões e palestras voltados à segurança pública com cidadania, à orientação e educação da comunidade.
A supervisão no gerenciamento da base era de responsabilidade do então capitão Marcelo Ribeiro, que comandava a CIPM local, implementada logo após a sua participação em curso de Polícia Comunitária em Tóquio.

Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Bragança, 403 anos

Anterior

Wlad e o efeito dominó no processo eleitoral

Próximo

Você pode gostar

Comentários