Desde sua origem, Marabá (PA) sofre anualmente enchentes dos rios Tocantins e Itacaiúnas e a população que reside em áreas de risco fica em situação de vulnerabilidade. Todos os anos a defesa civil estadual e municipal planeja, monitora e prepara…

Em noite de gala na próxima segunda-feira, 24, às 19h, no Teatro Maria Sylvia Nunes, em Belém, o governador Helder Barbalho vai lançar o 110º Campeonato Paraense de Futebol, o Parazão Banpará 2022, com transmissão ao vivo pela TV e…

Todos os órgãos de segurança estão trabalhando de forma integrada para dar suporte à população em face da destruição do pilar central e iminente desabamento do vão da ponte do Outeiro. O Centro Integrado de Comando e Controle da Segup…

O Procurador-Geral de Justiça do Estado do Pará, César Mattar Jr., recebeu em audiência o advogado Arnaldo Jordy e uma comissão integrada por Simone Pereira, da Universidade Federal do Pará; Marcelo Alves, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e…

Base de Oriximiná vira modelo internacional



Durante o 3º Seminário Internacional de Polícia Comunitária Sistema Koban, em Vitória-ES, o major Marcelo Ribeiro, comandante da 21ª CIPM em Dom Eliseu, fez palestra sobre sua experiência de sucesso na implantação da Base Comunitária de Segurança de Oriximiná(PA), a primeira em toda a Amazônia a adotar o processo de policiamento japonês. A base funcionava no terminal hidroviário e as ações policiais se diferenciavam porque o enfoque era a prevenção ao crime.
Além do policiamento ostensivo na área comercial e bancária no centro da cidade, o espaço era utilizado para reuniões e palestras voltados à segurança pública com cidadania, à orientação e educação da comunidade.
A supervisão no gerenciamento da base era de responsabilidade do então capitão Marcelo Ribeiro, que comandava a CIPM local, implementada logo após a sua participação em curso de Polícia Comunitária em Tóquio.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *