0
No balanço geral que fará nesta quinta-feira, no Hangar, em Belém, o presidente do Iterpa, José Heder Benatti, vai anunciar os recursos que serão deixados em caixa para a próxima gestão e o Sistema de Gerenciamento de Lotes e divulgado o balanço das ações de regularização fundiária no estado, de 2007 e 2010.
Entre os benefícios apresentados pelo novo sistema, o destaque é a agilidade e modernização no fluxo de atividades dos órgãos fundiários, banco de dados centralizados e cópia digital do acervo.
Nos últimos quatro anos, o Iterpa criou 18 assentamentos estaduais, emitiu 17 títulos de comunidades quilombolas, fez varredura fundiária em 20 municípios, arrecadação de áreas devolutas e matrícula de 100% das áreas regularizadas, com registro gratuito nos processos não onerosos aos pequenos produtores rurais.
Franssinete Florenzano
Jornalista e advogada, membro da Academia Paraense de Jornalismo, da Academia Paraense de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo e do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós, editora geral do portal Uruá-Tapera e consultora da Alepa. Filiada ao Sinjor Pará, à Fenaj e à Fij.

Sesma se lixa pro cidadão

Anterior

E agora, Dudu?

Próximo

Você pode gostar

Comentários