Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Balanço Geral 2016 já no TCE-PA

O Governo do Pará entregou hoje o Balanço Geral 2016 ao Tribunal de Contas do Estado. A diferença entre as receitas arrecadadas e as despesas empenhadas apresenta superavit de R$ 1,103 bilhão, decorrente da receita de R$ 22,588 bilhões frente à despesa de R$ 21,485 bilhões. O documento foi entregue pelo secretário de Estado da Fazenda, Nilo Noronha, acompanhado pelo secretário de Estado de Planejamento, José Alberto Colares, e pelo auditor-geral do Estado, Roberto Amoras. Eles foram recebidos pela presidente do TCE-PA, Lourdes Lima, e outros conselheiros. 

O Estado investiu, em pagamentos de pessoal, 53,71% em relação à Receita Corrente Líquida. O limite de alerta é 54%, o prudencial 57%, e o máximo 60%. O serviço da dívida pública foi de R$ 557 milhões. Foram pagos R$ 388 milhões de amortização e R$ 169 milhões de juros e encargos da dívida, o que corresponde a 3,11 % da RCL do exercício, abaixo do limite estabelecido pelo Senado Federal, de 11,5%. 

O relator das contas do governo do Estado será o conselheiro Luís Cunha. O julgamento já está marcado para o próximo dia 24 de maio. O TCE tem prazo de 60 dias para emitir parecer prévio sobre as contas e encaminhar o processo à Assembleia Legislativa, para apreciação.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *