Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

Aurélio do Carmo depõe nesta quarta à Comissão Estadual da Verdade do Pará

Fotos: Jean Brito
A Comissão Estadual da Verdade, criada por lei estadual e instalada em 1º de setembro pelo governador Simão Jatene, fará a sua primeira oitiva, nesta quarta-feira, a partir das 15h, no auditório João Batista da Assembleia Legislativa. O ex-governador Aurélio do Carmo vai prestar depoimento acerca das circunstâncias da cassação de seu mandato. 

Lista com mais de trezentos nomes já foi elaborada, a partir dos livros “Cabanos e
Camaradas”, de Alfredo Oliveira; “Dom Alberto Mandou prender seus padres”, de
Osvaldo Coimbra e “1964 – Relatos subversivos. os estudantes e o golpe no Pará”, de André costa Nunes, Isidoro Alves, João de Jesus Paes Loureiro, José Seráfico, Pedro Galvão, Roberto Cortez, Ronaldo Barata e Ruy Antonio Barata. Como
consultores houve a colaboração de Geraldo Martyres Coelho e do
“subversivo” José Seráfico. A lista não é completa, os nomes são
aqueles que constam da bibliografia citada, e no tempo vai até o ano de
1969.
 Outros nomes estão elencados em “Dando nomes aos bois”, de João Lúcio Mazzini da Costa. A Comissão Estadual da Verdade tentará colher os testemunhos de todos, exceto os que já prestaram depoimentos em outras comissões parceiras, cujo material será aproveitado no relatório final.

Confiram a lista aqui.

As sessões da Comissão Estadual da Verdade são públicas e todos estão convidados para as oitivas, que serão gravadas em audiovisual e registradas em notas taquigráficas. Quem estiver fora de Belém poderá acompanhar os depoimentos pelo site da Alepa e também pela ORM Cabo.

A Comissão Estadual da Verdade tem nove membros, representando a administração pública e a sociedade civil: Egydio Salles(OAB-PA), João Lúcio Mazzini da Costa(Arquivo Público), Marco Apollo Leão(SDDH), Paulo Fonteles Filho (Comitê Paraense pela Verdade, Memória e Justiça), Renato Marques Neto(Sejudh), Ana Michelle Gonçalves Zagalo(Segup), deputado Carlos Bordalo (Alepa), Franssinete Florenzano (Sinjor-PA) e Jureuda Guerra(Conselho Regional de Psicologia-PA/AP).

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *