Barcos regionais a motor, veleiros, vigilengas, rabetas, bajaras, canoas ubás, igarités, catraias, botes fazem parte da memória afetiva, produtiva e econômica parauara, navegando pelo oceano Atlântico, baías, rios que mais parecem mares, lagos, igarapés, furos, estreitos, igapós e campos alagados…

Embora o Quartel Tiradentes esteja localizado no coração do bairro do Reduto, sediando o 2º BPM e duas Companhias da Polícia Militar do Pará, os meliantes parecem desafiar abertamente os policiais. Os assaltos no bairro continuam muito frequentes, principalmente no…

Douglas da Costa Rodrigues Junior, estudante de Letras - Língua Portuguesa da Universidade Federal do Pará e bolsista do Museu Paraense Emílio Goeldi, ganhou a 18ª edição do Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica na área de Ciências Humanas…

O Ministério Público do Trabalho PA-AP abrirá na segunda-feira inscrições para Estágio de Nível Superior. A seleção será destinada ao preenchimento de vagas e formação do quadro de reserva de estagiários dos cursos de Administração/Gestão Pública, Biblioteconomia, Direito, Jornalismo, Publicidade/Propaganda…

As cidades e a mobilidade urbana

O governador Simão Jatene transferiu para 15 de agosto, data dos 192 anos da Adesão do Pará à Independência do Brasil, para entrega oficial da nova Avenida Independência. A via já vem sendo utilizada pela população de Belém, Marituba e Ananindeua. A programação de inauguração incluirá um passeio ciclístico, como forma de estimular a convivência pacífica de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres nesse novo espaço, com ênfase para o respeito às leis de trânsito. A proposta é válida e deve ter a adesão de todos. Aliás, é um bom momento para uma campanha educativa e de incentivo ao uso de bicicletas: pedalar faz bem à saúde do corpo e da mente, melhora a auto-estima e além disso é mais econômico. As prefeituras dos municípios e o governo do Estado poderiam copiar uma ideia que dá muito certo na França: as bicicletas são gratuitas para qualquer cidadão, basta se inscrever e pegar uma magrela. Depois do percurso, a entrega pode ser feita em vários pontos. O serviço é bancado pela iniciativa privada, que ganha em troca o direito de explorar pontos interessantes da cidade com uso de outdoor e outras mídias. A mobilidade urbana melhora e muito, a solução atende a todos. Sem falar que, em caso de greve de ônibus, os usuários do transporte coletivo não ficam à mercê das negociações, se é que me entendem.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *