0

A Academia Paraense de Letras Jurídicas, presidida interinamente pelo professor doutor Jeferson Bacelar, realizou as primeiras eleições virtuais em seus trinta anos de história. Estavam vagas as cadeiras 06, 13 e 17, anteriormente ocupadas pelos juristas Zeno Veloso, Egydio Sales Filho e Sérgio Couto, respectivamente.

Foram as eleições mais disputadas da APLJ. Para a cadeira 06 foi eleito o Procurador Geral de Justiça Cesar Mattar Júnior, com a maior votação já registrada na Academia, 35 votos. Já para a cadeira 13 foi eleito o advogado Leonardo Pinheiro da Silva, presidente do IBDFAM-PA (Instituto Brasileiro de Direito de Família) e filho do também acadêmico Haroldo Guilherme Pinheiro da Silva. Na cadeira 17 um empate entre o desembargador federal do trabalho aposentado Vicente Malheiros da Fonseca e a advogada Ângela Sales, ex-presidente da OAB-PA, impossibilitou o ocupação da vaga, que será reaberta através de novo edital, a ser publicado ainda este ano.

Dos 37 membros titulares aptos a votar, 36 participaram. As solenidades de posse acontecerão neste primeiro semestre, em data que ainda será definida. Na foto, os integrantes da comissão eleitoral, com ex-presidentes e atual presidente: Paula Frassinetti Mattos, Haroldo Guilherme Pinheiro, Isabel Benone, Antonio José Mattos, Milton Nobre, Clóvis Malcher Filho e Jeferson Bacelar.

Chiquinha Gonzaga, a lua das águas da música brasileira

Anterior

O talento precoce de Paloma Dineli Chesky

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *