O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Alguém nos acuda!

O prefeito de
Belém é inacreditável. Demorou quase seis anos para construir uma mera
passarela para pedestres que chamou pomposamente “Pórtico Metrópole”. Da mesma
forma há anos se arrasta a construção do “Pórtico da Amazônia”, cuja
inauguração já foi marcada e desmarcada várias vezes e, ainda assim, no máximo,
só de um terço das obras prometidas. Licitou e começou a executar o BRT sem
estudo de impacto ambiental nem de viabilidade econômica, sequer dotação
orçamentária. Conseguiu o financiamento de R$418 milhões e agora pretende endividar
completamente a Prefeitura, com mais três empréstimos, num total de R$300
milhões, sendo US$ 125 milhões – de dólares – junto ao Banco Interamericano de
Desenvolvimento (BID), para, vejam só, turismo sustentável. E Belém nem tem Secretaria
de Turismo (!).  E a audiência pública
para discutir o projeto de Macrodrenagem na Bacia da Tamandaré foi marcada – não por acaso – para o último final de
semana de julho, quando Belém está vazia.
Não bastasse
o comprometimento de todo o orçamento do município, inviabilizando a gestão de
seu sucessor, Duciomar Costa (PTB) ainda quer transformar a Ctbel – principal órgão
arrecadador – em autarquia, nos moldes de agência reguladora, com mandato da
diretoria, que deixaria empossada, escolhida a dedo.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *