A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Alepa aprova projetos moralizadores

A Alepa aprovou ontem dois projetos meritórios. Um, de iniciativa do Poder Executivo, institui a Dívida Ativa Tributária e Não Tributária do  Instituto de Gestão Previdenciária do Estado e do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará. Permite, ainda, que prefeituras inadimplentes com o Estado renegociem e parcelem as dívidas com o Igeprev e o Iasep em até 200 vezes e com isso possam se habilitar a receber repasses voluntários. Hoje, cerca de 100 municípios devem aproximadamente R$80 milhões aos cofres do Igeprev.
 

Constituem receita própria dessas autarquias estaduais as contribuições previdenciárias, patronal e do segurado, devidas pelos entes da Federação e Poderes com servidores estaduais cedidos aos seus quadros funcionais ou afastados por qualquer motivo legal; os valores decorrentes de inexecução de contratos ou convênios, inclusive multas contratuais aplicadas pelo Igeprev e Iasep; as quantias pagas a maior ou indevidamente a ex-servidores, em razão de exoneração, demissão ou aposentadoria; ou, ainda, em decorrência do pagamento de benefícios previdenciários, inclusive quando o recebimento a maior ou indevido do benefício previdenciário se der por terceiros.
 
O outro projeto aprovado resgata a autoestima dos servidores da Alepa e tem caráter moralizador. A Resolução, da Mesa Diretora, autoriza adiantamento de recursos para servidor do Poder Legislativo do Estado realizar despesas em caráter excepcional de pequeno vulto, eventuais e extraordinárias, e de caráter secreto ou reservado, que não possam se subordinar ao processo normal de aplicação de despesas. O regime sempre será precedido de empenho, e sob inteira responsabilidade do ordenador de despesas da Casa.
A portaria da concessão de suprimento de fundos na Alepa deverá conter identificação do exercício financeiro; nome, matrícula, CPF, cargo ou função do servidor a quem deve ser entregue o suprimento; valor do suprimento de fundos, período de aplicação, prazo para prestação de contas, e, ainda, a classificação completa da despesa. A Resolução especifica ainda quais servidores são impedidos de receber o suprimento de fundos.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *