A empresa de ônibus Belém-Rio, que faz a linha para o distrito de Outeiro – Ilha de Caratateua, em Belém, aparentemente está falida e reduziu pela metade a sua frota, causando enorme sofrimento aos usuários do transporte coletivo. O serviço,…

A Cosanpa abriu nada menos que seiscentos buracos imensos nos bairros mais movimentados de Belém, infernizando a vida de todo mundo com engarrafamentos e causando graves riscos de acidentes, principalmente porque chove sempre, e quando as ruas alagam os buracos…

O Procurador-Geral de Justiça César Mattar Jr. inaugurou nesta quinta-feira, 16, o Núcleo Eleitoral do Ministério Público do Estado do Pará, que vai funcionar na sede das Promotorias de Justiça de Icoaraci, distrito de Belém. O coordenador será o promotor…

A desembargadora Maria de Nazaré Saavedra Guimarães, que se destaca pelo belo trabalho que desenvolve à frente da Comissão de Ações Judiciais em Direitos Humanos e Repercussão Social do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, e que já coordenou…

Agora a Amub virou SeMOB

Vejam só que trapalhada. O ex-prefeito Duciomar Costa(PTB), com o
apoio da bancada governista, criou a
Autarquia de Mobilidade Urbana de Belém (Amub)  no ano passado sem observar os preceitos
jurídicos que regem a criação de autarquias.
A situação de ilegalidade da Amub é flagrante, e todos os atos da superintendente Maísa
Tobias podem ser questionados no Judiciário, já que nem sabatinada pela Câmara
Municipal ela foi, apesar de já estar há nove meses no cargo.
Hoje, em votação em
blocos, sem discussão,
a Câmara aprovou
por 24 votos sim e 03 abstenções
projeto de lei do Executivo que transforma a Amub em Superintendência
Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB). Apesar da mudança de
nomenclatura, a natureza jurídica do órgão continua a mesma. Com isso, o
prefeito Zenaldo Coutinho(PSDB) acredita que ficam convalidados todos os seus atos
e os da superintendente.
Mas os vereadores de oposição pensam que esses atos não
podem ser convalidados pelo fato de que o órgão não existia ou se existia era
ilegal. O vereador Fernando Carneiro(PSOL) e a vereadora
Sandra Batista(PCdoB) já avisaram que estão dispostos a
recorrer à Justiça contra a aprovação do projeto.
O vereador Amauri Sousa(PT) votou
favorável mas advertiu que se o projeto que trata da legalização do transporte
alternativo não determinar passe livre e acessibilidade aos deficientes ele será
contrário.
A maioria dos vereadores elogiou a
atitude do prefeito Zenaldo Coutinho que, através da criação da SeMOB, tenta
resolver uma questão fundamental para o transporte público e o trânsito da
capital. Victor Cunha aproveitou para dizer que espera que Maísa Tobias acabe
com a corrupção no setor e devolva ao município a administração do Vale
Digital.
Compete à SeMOB a elaboração do Plano Municipal de Mobilidade Urbana,
integrado e compatível com o Plano Diretor do Município de Belém. A SeMOB terá
autonomia administrativa e financeira e patrimônio próprio, com personalidade
jurídica de direito público, vinculada ao gabinete do prefeito, tendo diretor
superintendente, cargo de livre nomeação e exoneração pelo chefe do Executivo.
Abstiveram-se os
vereadores Sandra Batista (PCdoB), Meg Barros e Fernando Carneiro (PSol). 

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *