Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Em 17 de dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou o 25 de novembro Dia Internacional da Eliminação da Violência contra a Mulher. Passados 22 anos, os dados do 14° Anuário Brasileiro de Segurança Pública são aterrorizantes: por…

Agentes do Detran-PA salvam bebê na praia

Um bebê de 1 ano e 6 meses foi queimado por uma caravela do mar (água viva) na barriga e nas pernas, nesta sexta-feira (29), por volta das 11h30, em Salinópolis, e, ainda na praia do Atalaia, começou a apresentar reações alérgicas. Sem saber como agir, o pai da criança corria desesperado pedindo socorro, e foi visto pelos agentes de fiscalização do Detran-PA Nívea Gorayeb e Naum Santos, que estavam no local em razão da Operação Finados. Eles encontraram o pequenino gritando com muitas dores e com o corpo muito lesionado.

Ao perceberem a gravidade do caso, os agentes conduziram pais e filho na viatura do Detran-PA até o hospital do município, onde pediram urgência no atendimento da criança, que logo foi medicada. A família é do estado do Tocantins e está em Salinópolis a passeio. Após algumas horas, o bebê começou a apresentar melhoras e foi liberado pelos médicos. Os agentes levaram a família para buscar o carro que havia ficado na praia. O bebê passa bem e, por recomendação médica, não poderá retornar à praia nos próximos dias.

As caravelas apresentam tom azulado e, por sua beleza, aparentemente inofensiva, costumam atrair olhares curiosos, principalmente de crianças. Mas qualquer contato físico deve ser evitado, pois elas liberam toxinas e podem causar queimaduras, coceira, vômitos e náuseas.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *