Governador do Pará e presidente do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, Helder Barbalho está com agenda intensa em Brasília, e em reunião com Lula nesta sexta-feira (27) apresentou documento proposto pelo CAL. Para o desenvolvimento regional do bioma amazônico,…

O Papa Francisco nomeou o atual bispo da prelazia de Marajó (PA), Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo de Roraima (RR), que estava sem titular há um ano, desde a transferência de Dom Mário Antônio da Silva para a arquidiocese de…

Utilizar o futebol como ferramenta de transformação social para crianças e adolescentes de todo o Pará é o objetivo do projeto "Futebol Formando Cidadão", que será lançado neste domingo (29) no oeste paraense. A iniciativa é do Tapajós Futebol Clube,…

No próximo sábado, 28, é o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. Esta semana, foram divulgados dados da Secretaria de Inspeção do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) referente a 2022, quando foram resgatados 2.575 trabalhadores em condições análogas…

Acordos portuários para o projeto Araguaia Níquel

A Horizonte Minerals anunciou que firmou acordos portuários de longo prazo com o Grupo Atlântica Matapi e Santos Brasil Tecon, ambos operadores estabelecidos no Porto de Vila do Conde, município de Barcarena, no Pará. Os contratos foram assinados por um período mínimo de cinco anos, de modo a reduzir os custos de operação com sinergia de matérias-primas necessárias como cargas de entrada e da exportação de ferro-níquel como carga de retorno para o Porto de Vila do Conde, que dispõe de instalações de transferência e armazéns alfandegados para não haver necessidade de capital adicional e assim maximizar a economia de custos. A construção da planta industrial do empreendimento está em andamento e a produção prevista para o primeiro trimestre de 2024.

Além de ser o porto mais próximo da região do Araguaia, Vila do Conde também oferece serviços de entreposto alfandegado, áreas de desembarque, carga e armazenagem de acordo com as necessidades operacionais. Jeremy Martin, CEO da Horizonte Minerals, comentou que esses contratos portuários são condição fundamental para acessar a linha de crédito e a consequente redução do pacote de financiamento da dívida e de risco do projeto.

A Horizonte Minerals está desenvolvendo dois projetos Classe 1, 100% de sua propriedade no estado do Pará: o Araguaia Níquel e o Vermelho de Níquel e Cobalto. Ambos de grande escala, prometendo alta qualidade, baixo custo, baixo carbono e escaláveis. O Projeto Araguaia está em construção, com o primeiro metal previsto para o início de 2024. Quando estiver com as Linhas 1 e 2 em fase de produção, produzirá 29 mil toneladas de níquel por ano. O Projeto Vermelho está em fase de estudo de viabilidade e produzirá 25 mil toneladas de níquel e 1.250 toneladas de cobalto, apostando que vai abastecer o mercado de baterias de veículos elétricos. O perfil de produção combinado de curto prazo da Horizonte Minerals é de mais de 60.000 toneladas de níquel por ano, o que posiciona a Companhia como um produtor de níquel relevante globalmente. Os três principais acionistas da empresa são La Mancha Investments S.à r.l., Glencore plc e Orion Resource Partners LLP. A empresa está se posicionando no mercado mas até agora não informou quantos paraenses está empregando e em quais atividades. Historicamente, as multinacionais da mineração causam grandes impactos ambientais e empregam muito pouco, em contrapartida, reservando à mão-de-obra local os serviços manuais.

A Santos Brasil é listada no Novo Mercado da B3, o mais elevado padrão de governança corporativa; signatária do Pacto Global, da ONU, que mobiliza empresas para o avanço relacionado à sustentabilidade; e faz parte do índice S&P/B3 ESG. É certificada pelo GPTW, como uma das melhores empresas para se trabalhar, pelo quarto ano consecutivo.

Por sua vez, o Grupo Atlântica Matapi (Matapi) é um dos principais operadores portuários do norte do Brasil. Possui o maior terminal privado com ampla infraestrutura e capacidade para até 160.000 toneladas de armazenamento. Seus principais clientes são, não por acaso, as gigantes do setor: Vale, Votorantim Metais e Alunorte.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Participe da discussão

1 comentário

  1. Para nossa região, um projeto arrojado a médio prazo, trazendo desenvolvimento, possibilidades de empregos diretos e indiretos.
    Vamos torcer para que tudo seja feito de modo a conciliar desenvolvimento, preservação e empregabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *