Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Em uma aula prática da Faculdade de Medicina da Unifamaz, ontem, o professor Marcus Vinícius Henriques de Brito, visivelmente impaciente com a aluna que deveria demonstrar intubação em um boneco, questionou a falta de lubrificação prévia do paciente, ao que…

Na quarta-feira passada, dia 24, a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, em Brasília, era para discutir a gravíssima situação na Terra Indígena Yanomami, mas o clima de enfrentamento entre bolsonaristas e lulistas inviabilizou…

O prefeito Edmilson Rodrigues anunciou que Belém tem condições de fazer o Carnaval 2022, após reunião hoje (25) à tarde com representantes das escolas de samba e blocos carnavalescos. Ele acredita que com mais de 80% de pessoas vacinadas contra…

Abuso e impunidade

Anteontem à tarde, o ambulante José Ribamar de Nascimento e sua companheira Tereza Azevedo de Castro, 55, foram surpreendidos em frente ao Bosque Jardim Botânico Rodrigues Alves por fiscais da Secretaria Municipal de Economia, que apreenderam a mercadoria, agrediram e insultaram o casal. Tereza, hipertensa, teve um ataque cardíaco e morreu logo que chegou ao PSM da 14 de Março.
Através de nota, a Secon esclareceu que “o procedimento padrão das operações é orientar o trabalhador antes da apreensão ser realizada” e que irá “apurar os fatos e abrir um processo administrativo para ver as responsabilidades dos servidores envolvidos na ação”.
A fiscalização da Prefeitura não inclui bater, humilhar e muito menos causar a morte de pessoas. O que aconteceu foi um crime, que precisa ser apurado pela Polícia e Ministério Público Estadual e punido pelo Poder Judiciário. A truculência do rapa é velha conhecida da população.
É certo que as calçadas e vias públicas devem ficar livres para garantir o ir e vir da população. Entretanto, os abusos são frequentes e sempre estimulados pela impunidade.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *