Lançamentos literários, apresentações de teatro, oficinas voltadas para as culturas pop e japonesa, arrecadação de livros, atividades pedagógicas e lúdicas direcionadas ao público infantil, entre outras ações, estão no cardápio de cultura e arte servido aos visitantes do estande da…

O procurador do Ministério Público do Trabalho Sandoval Alves da Silva tomou posse na chefia da Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região para o biênio de 2021-2023 enfatizando o papel decisivo do MPT na garantia dos direitos humanos. O…

Prevaleceu o bom senso e o cuidado com as pessoas. O prefeito Edmilson Rodrigues ouviu o secretário municipal de Saúde, Maurício Bezerra, e técnicos responsáveis pela vacinação e enfrentamento à Covid-19, e cancelou os desfiles das escolas de samba, blocos…

Começou hoje (27) às 8h e segue até às 17h a votação nas prévias do PSDB para escolher seu candidato à Presidência da República. O resultado, se tudo correr bem, deve ser anunciado às 20h. O partido passou a semana…

Zélia Duncan e a linguagem teatral



Zélia Duncan mostrou no sábado e domingo, no Theatro da Paz, o instigante “ToTatiando”. Ao invés de músicas feitas para o teatro,  faz teatro a partir de 15 canções escritas por Luiz Tatit, músico, linguista, cancionista, semiólogo, pesquisador e professor universitário, cheio de referências a São Paulo, cidade que inspira a cantora. É um espetáculo delicado e que prende a plateia do início ao fim. Zélia Duncan, do alto de sua maturidade profissional – sua carreira já dura mais de três décadas -, faz o que quer com sua voz linda e poderosa. E agrada. A operadora Vivo é a patrocinadora, através do projeto Vivo EnCena. Fica a dica para que patrocine também os artistas parauaras.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *