A Prefeitura de Belém está convidando os moradores da Cidade Velha à Consulta Pública sobre a reforma e revitalização do prédio ao lado da Igreja da Sé, onde por muito tempo funcionou a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel).…

As eleições de 2022 coincidem com o bicentenário da Independência e os 90 anos de conquista do direito do voto feminino, ocorrida em 24 de fevereiro de 1932. Durante todo o Império, as brasileiras não puderam votar e somente 43…

O Ecomuseu da Amazônia, da Fundação Escola Bosque (Funbosque) promoveu no domingo, 25, na Ilha de Cotijuba, o roteiro patrimonial, pelo encerramento da 16ª Primavera dos Museus. Os visitantes conheceram o pólo do Ecomuseu, a história de Cotijuba, que passa…

A prefeitura de Portel, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, lançou na sexta-feira passada (23) o projeto Marajó Sustentável, aliado ao Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Seringueira no Estado do Pará…

Utilidade pública

A lei garante a todo brasileiro a partir de 60 anos acesso gratuito em cinemas, teatros, museus, galerias de arte, casas de espetáculos, ginásios poliesportivos e estádios de futebol. Em 2005, passou a valer também para aposentados e portadores de necessidades especiais. A Secult está expedindo carteiras de gratuidade, das 14h às 16h, no seu Almoxarifado, que fica na Av. Generalíssimo Deodoro, 657 (entre Domingos Marreiros e Boaventura da Silva). Apenas 50 senhas são distribuídas por tarde. Se maior de 60 anos, é preciso original e cópia da carteira de identidade, cópia do comprovante de residência e duas fotos 3 X 4 iguais e recentes. Os aposentados devem apresentar também original e cópia do comprovante de aposentadoria (carta de concessão do INSS ou portaria acompanhada do contracheque). Portadores de necessidades especiais, laudo médico ou cópia autenticada, emitido nos últimos doze meses, atestando a espécie e o grau ou nível de sua necessidade, com referência ao código correspondente na Classificação Internacional de Doenças (CID), e se a doença é considerada irreversível, além dos documentos pessoais. Informações pelo telefone: 4009-8718.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *