Os dirigentes do Sindicato e da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa festejaram o resultado da reunião de hoje com o presidente da Alepa, deputado Chicão, que também convidou para o encontro o Chefe de Gabinete da Presidência, Reginaldo Marques…

A Administração Superior do Ministério Público do Pará está empenhada em fortalecer a atuação dos promotores de justiça no arquipélago do Marajó, onde a situação de extrema pobreza, agravada pela pandemia, perpetua crimes gravíssimos como os abusos e exploração sexual…

“A Prefeitura de Belém, por meio da Comissão de Defesa Civil de Belém, informa que realizou vistoria técnica no bloco B do imóvel localizado na avenida Presidente Vargas, 762, no dia 11 de fevereiro, às 9h, em conjunto com representantes…

DEM e PSL ainda nem consumaram a fusão, prevista para outubro deste ano, mas a briga já é de foice. O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre e o ex-prefeito de Salvador ACM Neto duelam nos bastidores pelo comando do novo…

Utilidade pública

A lei garante a todo brasileiro a partir de 60 anos acesso gratuito em cinemas, teatros, museus, galerias de arte, casas de espetáculos, ginásios poliesportivos e estádios de futebol. Em 2005, passou a valer também para aposentados e portadores de necessidades especiais. A Secult está expedindo carteiras de gratuidade, das 14h às 16h, no seu Almoxarifado, que fica na Av. Generalíssimo Deodoro, 657 (entre Domingos Marreiros e Boaventura da Silva). Apenas 50 senhas são distribuídas por tarde. Se maior de 60 anos, é preciso original e cópia da carteira de identidade, cópia do comprovante de residência e duas fotos 3 X 4 iguais e recentes. Os aposentados devem apresentar também original e cópia do comprovante de aposentadoria (carta de concessão do INSS ou portaria acompanhada do contracheque). Portadores de necessidades especiais, laudo médico ou cópia autenticada, emitido nos últimos doze meses, atestando a espécie e o grau ou nível de sua necessidade, com referência ao código correspondente na Classificação Internacional de Doenças (CID), e se a doença é considerada irreversível, além dos documentos pessoais. Informações pelo telefone: 4009-8718.

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on vk
Share on tumblr
Share on pocket
Share on whatsapp
Share on email
Share on linkedin

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *