1

O leite materno contém propriedades importantes para o crescimento e desenvolvimento do bebê, fortalecendo a sua imunidade contra diversas doenças. Em 1992 a Aliança Mundial de Ação Pró-Amamentação criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno, de 1 a 7 de agosto. Neste ano o tema “Fortalecer a Amamentação: educando e apoiando” enfatiza a relevância do aleitamento e o mês é chamado de Agosto Dourado.

A doação de leite humano é fundamental, há muitos bebês prematuros que precisam deste alimento. Mas 64% das brasileiras conhecem mulheres que nunca doaram ou doam leite materno para um banco de leite humano. Principalmente as de 18 aos 24 anos.

Conforme constata a rBLH Brasil – Rede Global de Bancos de Leite Humanos, evidências científicas indicam que bebês prematuros ou com patologias alimentados com leite humano têm mais chances de recuperação e de uma vida saudável.

Doar leite materno é um gesto que salva vidas, e um litro de leite humano pode alimentar até dez recém-nascidos por dia. Ainda, dependendo do peso do prematuro, 1 ml já é o suficiente para nutri-lo de cada vez.

O maior Banco de Leite Humano do norte do país funciona na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, mas arrecada menos da metade do que precisa para atender aos pequeninos prematuros e desnutridos.

Qualquer lactante saudável pode doar. As arrecadações são feitas na residência da doadora, para facilitar a sensibilização das mães para este gesto simples que pode salvar muitas vidas. Não é preciso se preocupar em coletar um frasco inteiro de uma vez. É possível acumular o leite, num prazo de até dez dias, para atingir uma quantidade maior e entregar a doação. No momento da coleta, se não conseguir completar o frasco, pode imediatamente congelar aquela quantidade e, à medida que ela for ordenhando, em outros momentos, ela pode ir despejando dentro do mesmo frasco, desde que esteja dentro do prazo de validade da primeira coleta, ou seja, em até dez dias após a primeira dose ordenhada. Em seguida, basta acionar a equipe técnica do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, responsável pela arrecadação através do Projeto Bombeiros da Vida, uma parceria da Santa Casa com o CBMPA e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. A ação envia uma equipe técnica até a residência da doadora para arrecadar o leite coletado e também fazer a entrega de frascos de coleta, auxiliando sobre como fazer o processo e preservar a qualidade do leite humano.

A coleta domiciliar é programada semanalmente e atende em toda a Região Metropolitana de Belém. A interessada pode entrar em contato pelo WhatsApp (91) 98899-6326 ou pelo site do CBMPA, aqui. O cadastro para doação de leite na Santa Casa pode ser feito pelo site, aqui, ou pelos telefones 4009-0375 / 2212 / 0374 / 2311 / 2318. Toda mulher que amamenta e produz um volume de leite além da necessidade do seu bebê é uma doadora de leite humano em potencial. Para saber onde encontrar o banco de leite humano mais perto de sua casa, em todo o Brasil, basta ligar 136 ou clicar aqui.

PM resgata mulher ameaçada de morte pelo companheiro

Anterior

Belém na AMB, Cities4forest e no Condel da Sudam

Próximo

Vocë pode gostar

Mais de Notícias

1 Comentário

  1. Doação voluntária de leite materno, coisa de Deus, vc doa a vida a quem nem ao menos conhece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *